sicnot

Perfil

Economia

CGTP quer aumentos de 4% para 2017

A CGTP aprovou esta quarta-feira a sua proposta reivindicativa para 2017, que prevê aumentos salariais de 4%, que garantam um mínimo de 40 euros a cada trabalhador, e o aumento do salário mínimo nacional (SMN) para os 600 euros.

O documento que define as prioridades da política reivindicativa da Intersindical para o próximo ano foi aprovado pelo Conselho Nacional e recuperou as principais reivindicações apresentadas há um ano.

A valorização dos salários e o combate à pobreza e à exclusão social são os pontos fortes da proposta reivindicativa que vai servir de referência aos sindicatos da CGTP.

Para a Inter, um aumento de 4% será um "elemento estruturante para uma mais justa repartição da riqueza, a dinamização da economia e a criação de emprego".

Na proposta reivindicativa a central sindical salienta a quebra verificada no peso dos salários nos últimos 15 anos, passando de 37,4% do valor do PIB em 2000, para 33,6% em 2015.

Citando dados do INE, a CGTP refere ainda que os salários caíram 8% entre 2010 e 2015, ao mesmo tempo que a inflação cresceu 8,4% e a produtividade aumentou 4,5%.

Segundo a central sindical, que refere um relatório do Governo, 36% dos novos contratos de trabalho são feitos com base numa remuneração igual ao SMN, que é atualmente de 530 euros.

A reposição de direitos, o combate à precariedade, a redução do horário de trabalho e o respeito pela contratação coletiva são outras das reivindicações defendidas pela Inter na sua proposta.

Lusa

  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54