sicnot

Perfil

Economia

Costa viaja para Atenas em preparação da cimeira informal dos estados-membros da UE

© Reuters

O primeiro-ministro, António Costa, estará na sexta-feira na capital da Grécia para uma cimeira de líderes dos países do sul da União Europeia (UE), que prepararão a cimeira informal dos estados-membros da UE marcada para a próxima semana.

A reunião, promovida por Atenas, contará, para além do primeiro-ministro helénico, Alexis Tsipras, e do seu homólogo português, com os chefes dos executivos de Chipre, França, Itália e Malta.

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, foi também convidado para a cimeira mas não marcará presença porque com o executivo espanhol em gestão a agenda internacional do chefe do Governo limita-se a cimeiras imprescindíveis. Estará presente, contudo, na reunião europeia informal de 16 de setembro em Bratislava (Eslováquia), encontro no qual o Reino Unido não irá participar e em que será debatido o futuro da União após o Brexit.

O plano de Tsipras para a reunião de sexta-feira passa por abordar com os seus parceiros mediterrânicos os desafios que a UE enfrenta nos planos económico, político e institucional, e procurar uma posição conjunta face aos diversos desafios.

Fontes do executivo helénico explicaram já que o encontro pretende também abordar a capacidade dos países do sul da Europa de influenciar a agenda europeia em questões como a defesa do acervo social europeu, o desenvolvimento económico e a crise de refugiados.

No começo do mês, António Costa revelou ao Público que levará a Atenas a ideia de se apoiar o "investimento na regeneração urbana contra o terrorismo", ao nível europeu, considerando o chefe do Governo, em declarações ao jornal, que "as pessoas estão preocupadas com o terrorismo, mas não veem qualquer imagem de coordenação das instituições e dos governos europeus, nomeadamente em relação aos refugiados".

A reunião dos chefes de Governo decorrerá na sexta-feira entre as 13:00 e as 16:30 de Atenas, mais duas que em Lisboa.

O desemprego jovem, as relações europeias com vários países (inclusive do norte de África), e políticas dedicadas ao "crescimento e investimento" económico irão marcar também a conversa dos líderes do sul da Europa, precisou fonte do gabinete de António Costa.

No domingo, Costa participa em Berlim num jantar a convite da chanceler alemã, Angela Merkel, naquele que será o terceiro encontro entre os dois desde que Costa é primeiro-ministro.

Fonte do Governo disse à agência Lusa que as iniciativas de Atenas e Berlim são dois dos principais encontros de carácter político da agenda europeia de António Costa e que servem de preparação para a reunião informal de Bratislava (Eslováquia) no próximo dia 16.

Quem também estará na capital grega mas já na quinta-feira, é a vice-presidente do PSD Maria Luís Albuquerque, que foi convidada pelo partido grego Nova Democracia para transmitir a sua experiência enquanto ex-ministra das Finanças.

Maria Luís é uma das oradoras da conferência "Melhores práticas europeias: uma força motriz para a Grécia" e abordará a "recuperação económica de Portugal", respondendo também a questões de vários dos presentes. A sessão arranca com a intervenção do líder da Nova Democracia, Kyriakos Mitsotakis, que recentemente esteve na Universidade de Verão do PSD.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.