sicnot

Perfil

Economia

Maior feira mundial de calçado contou com 98 empresas portuguesas

Maior feira mundial de calçado contou com 98 empresas portuguesas

A maior feira de calçado do mundo contou com a presença de 98 empresas portuguesas. Os brilhos e os tons pastel são as tendências para a próxima estação.

  • Ter sapatos compensados para fazer crescer a economia "seria fantástico"
    1:55

    Economia

    O primeiro-ministro bem gostaria que fazer crescer a economia fosse tão fácil como já é hoje aumentar a altura dos homens, com sapatos compensados, mas como alternativa aponta a aposta na inovação de que o calçado português é exemplo. António Costa está em Milão, na maior feira de calçado do mundo, onde estão representadas 98 empresas portuguesas. O primeiro-ministro visitou e conversou com vários empresários e elogiou a capacidade de renascimento de uma indústria que considera exemplar.

  • Setor do calçado é um exemplo para "todos os industriais", diz PM
    0:30

    Economia

    O primeiro-ministro defende que o setor do calçado deve servir como exemplo para outras áreas na indústria nacional. Declarações de António Costa esta manhã na feira de Milão, em Itália. A indústria portuguesa de calçado regista deste sábado a terça-feira em Milão, "a maior presença de sempre" num evento no exterior, levando 98 empresas responsáveis por 8.000 empregos e 500 milhões de euros de exportações à feira MICAM.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48