sicnot

Perfil

Economia

Maior feira mundial de calçado contou com 98 empresas portuguesas

Maior feira mundial de calçado contou com 98 empresas portuguesas

A maior feira de calçado do mundo contou com a presença de 98 empresas portuguesas. Os brilhos e os tons pastel são as tendências para a próxima estação.

  • Ter sapatos compensados para fazer crescer a economia "seria fantástico"
    1:55

    Economia

    O primeiro-ministro bem gostaria que fazer crescer a economia fosse tão fácil como já é hoje aumentar a altura dos homens, com sapatos compensados, mas como alternativa aponta a aposta na inovação de que o calçado português é exemplo. António Costa está em Milão, na maior feira de calçado do mundo, onde estão representadas 98 empresas portuguesas. O primeiro-ministro visitou e conversou com vários empresários e elogiou a capacidade de renascimento de uma indústria que considera exemplar.

  • Setor do calçado é um exemplo para "todos os industriais", diz PM
    0:30

    Economia

    O primeiro-ministro defende que o setor do calçado deve servir como exemplo para outras áreas na indústria nacional. Declarações de António Costa esta manhã na feira de Milão, em Itália. A indústria portuguesa de calçado regista deste sábado a terça-feira em Milão, "a maior presença de sempre" num evento no exterior, levando 98 empresas responsáveis por 8.000 empregos e 500 milhões de euros de exportações à feira MICAM.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07