sicnot

Perfil

Economia

OCDE volta a prever estabilização do crescimento económico em Portugal

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) continua a prever uma estabilização do crescimento económico em Portugal nos próximos meses, num contexto de tendência global de estabilização das restantes economias.

Nos indicadores compósitos avançados de julho da OCDE (que apontam para a tendência de melhoria ou abrandamento da atividade económica num período futuro entre seis a nove meses), divulgados esta quinta-feira, é apontada uma manutenção da estabilização nas perspetivas de melhoria da atividade económica em Portugal, que se segue à tendência de crescimento registada desde março até junho e que veio interromper a descida que se verificava desde julho de 2015.

O índice compósito da OCDE para Portugal estabilizou em julho nos 100,6 pontos que já tinha registado em junho, acima da média de longo prazo de 100 pontos.

Em julho, a OCDE anunciou a suspensão por dois meses da divulgação dos indicadores compósitos avançados na sequência da instabilidade decorrente do referendo que, a 23 de junho, determinou a saída do Reino Unido da União Europeia.

No comunicado hoje emitido, a organização diz que se mantêm muitas incertezas quanto à forma como se irá operacionalizar o Brexit, mas considera que a volatilidade dos dados que se registou nas semanas a seguir ao referendo "parece ter-se reduzido".

"A manter-se esta situação nos próximos seis meses, a atual previsão aponta para a manutenção do abrandamento do crescimento no Reino Unido até ao perto do final do ano, altura em que deverá estabilizar", refere.

Para a zona euro, o índice compósito desceu ligeiramente para 100,2 pontos em julho, contra os 100,3 pontos estimados em junho.

A média do conjunto dos países da OCDE aponta, por sua vez, para uma estabilização da atividade económica, com o índice compósito a manter-se nos 99,7 pontos em julho, em linha com os quatro meses anteriores.

Para as economias desenvolvidas, a OCDE estima uma estabilização do crescimento económico nos EUA, Japão e zona euro, incluindo a Alemanha, antecipando uma aceleração do crescimento no Canadá.

Pelo contrário, é previsto um abrandamento do crescimento em França e, ainda de forma mais intensa, em Itália.

Entre as principais economias emergentes, a OCDE antecipa uma aceleração do crescimento económico na China, Rússia e Brasil e Índia.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.