sicnot

Perfil

Economia

OCDE volta a prever estabilização do crescimento económico em Portugal

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) continua a prever uma estabilização do crescimento económico em Portugal nos próximos meses, num contexto de tendência global de estabilização das restantes economias.

Nos indicadores compósitos avançados de julho da OCDE (que apontam para a tendência de melhoria ou abrandamento da atividade económica num período futuro entre seis a nove meses), divulgados esta quinta-feira, é apontada uma manutenção da estabilização nas perspetivas de melhoria da atividade económica em Portugal, que se segue à tendência de crescimento registada desde março até junho e que veio interromper a descida que se verificava desde julho de 2015.

O índice compósito da OCDE para Portugal estabilizou em julho nos 100,6 pontos que já tinha registado em junho, acima da média de longo prazo de 100 pontos.

Em julho, a OCDE anunciou a suspensão por dois meses da divulgação dos indicadores compósitos avançados na sequência da instabilidade decorrente do referendo que, a 23 de junho, determinou a saída do Reino Unido da União Europeia.

No comunicado hoje emitido, a organização diz que se mantêm muitas incertezas quanto à forma como se irá operacionalizar o Brexit, mas considera que a volatilidade dos dados que se registou nas semanas a seguir ao referendo "parece ter-se reduzido".

"A manter-se esta situação nos próximos seis meses, a atual previsão aponta para a manutenção do abrandamento do crescimento no Reino Unido até ao perto do final do ano, altura em que deverá estabilizar", refere.

Para a zona euro, o índice compósito desceu ligeiramente para 100,2 pontos em julho, contra os 100,3 pontos estimados em junho.

A média do conjunto dos países da OCDE aponta, por sua vez, para uma estabilização da atividade económica, com o índice compósito a manter-se nos 99,7 pontos em julho, em linha com os quatro meses anteriores.

Para as economias desenvolvidas, a OCDE estima uma estabilização do crescimento económico nos EUA, Japão e zona euro, incluindo a Alemanha, antecipando uma aceleração do crescimento no Canadá.

Pelo contrário, é previsto um abrandamento do crescimento em França e, ainda de forma mais intensa, em Itália.

Entre as principais economias emergentes, a OCDE antecipa uma aceleração do crescimento económico na China, Rússia e Brasil e Índia.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26
  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.