sicnot

Perfil

Economia

Portugal "está pior do que o que podia e devia", diz Maria Luís Albuquerque

A vice-presidente do PSD Maria Luís Albuquerque disse hoje em Atenas que Portugal está atualmente pior do que o que "podia e devia", com vários indicadores económicos em queda após anos de recuperação económica.


Convidada para estar em Atenas pelo partido grego Nova Democracia e transmitir a sua experiência enquanto ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque falou durante cerca de 20 minutos sobre a sua vivência como governante mas contextualizou também perante algumas centenas de gregos a atual situação política e económica portuguesa.

O país "está pior do que o que podia e devia", com um "crescimento menor do que no ano passado, as exportações a crescer a um ritmo mais lento e o investimento a cair", sustentou a social-democrata.

"Não surpreendentemente, a estratégia económica [do atual Governo socialista] não está a corresponder ao prometido", sublinhou a vice-presidente social-democrata.

Definindo-se como uma "otimista", Maria Luís Albuquerque lembrou os gregos que o PSD - aliado ao CDS-PP - venceu as eleições do ano passado "após implementar um programa de ajustamento muito difícil, mas sempre dizendo a verdade às pessoas".

"Precisamos de políticos corajosos que digam a verdade", prosseguiu.

Sobre o Governo do PS - apoiado por "dois partidos da extrema-esquerda [BE e PCP]", Maria Luís sublinhou que a reversão de reformas estruturais tem vindo a fazer cair a "confiança e credibilidade" de Portugal, nomeadamente na "imprensa internacional, agências de 'rating' ou fazedores de opinião".

"Bem sei que tudo isto soa demasiado familiar para vocês", disse, dirigindo-se aos cidadãos helénicos, mas mostrando confiança em ambos os países e na estratégia quer do PSD quer da Nova Democracia.

Maria Luís Albuquerque foi uma das oradoras da conferência "Melhores práticas europeias: uma força motriz para a Grécia" e abordou a "recuperação económica de Portugal", numa sessão que arrancou com a intervenção do líder da Nova Democracia, Kyriakos Mitsotakis, que recentemente esteve na Universidade de Verão do PSD.

Lusa

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC