sicnot

Perfil

Economia

Centeno garante que famílias portuguesas não vão pagar mais IRS

© Reuters

O ministro das Finanças garantiu esta sexta-feira, em Bratislava, que o Orçamento do Estado para 2017 vai manter a "trajetória de redução da carga fiscal" e que as famílias portuguesas não vão pagar mais impostos diretos no próximo ano.

Em declarações aos jornalistas após a reunião de rentrée dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), Mário Centeno, assegurou que "em termos de IRS, as taxas não serão alteradas" e "há um compromisso em relação à redução da sobretaxa que será mantido".

Questionado sobre se há ou não famílias que possam vir a pagar mais impostos, o ministro começou por observar que "as famílias pagam impostos daquilo que recebem (impostos diretos) e daquilo que consomem (impostos indiretos)", pelo que não pode "responder se no conjunto de todas essas decisões as famílias vão ou não vão pagar mais impostos", mas deixou então a garantia de que "de impostos diretos, não".

Centeno disse também poder "garantir que a trajetória" definida no programa de Governo em termos "de redução da carga fiscal se vai manter para o ano que vem, esse é um objetivo político muito importante, é um objetivo que tem que ser compaginado com as necessidades que o país tem de consolidação orçamental, e o Orçamento para 2017 vai ser construído exatamente nesses termos".

O Governo português deve apresentar até 15 de outubro, em Bruxelas, o Orçamento do Estado para 2017 (OE2017), de modo a que a Comissão Europeia emita a sua opinião, a ser discutida posteriormente pelos ministros das Finanças da União Europeia (Conselho Ecofin).

Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Costa confiante no crescimento da economia e das exportações
    1:09

    Economia

    O primeiro-ministro manifestou confiança no crescimento da economia e das exportações. À margem da cerimónia dos 25 anos da Auto Europa em Portugal, António Costa deu vários exemplos de investimento estrangeiro, feito nas últimas semanas no país, e disse que os dados económicos recentes são positivos.

  • Turista italiano assassinado em favela do Rio de Janeiro
    1:01

    Mundo

    Um turista italiano de 52 anos foi assassinado numa favela do Rio de Janeiro, no Brasil, enquanto viajava com um amigo. Após várias horas com o gangue autor do crime, o amigo que se encontrava com a vítima acabou por ser libertado.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47