sicnot

Perfil

Economia

Exportações caem 4,6% e importações 7,2% em julho

© Hugo Correia / Reuters

As exportações caíram 4,6% e as importações 7,2% em julho deste ano, face a igual período do ano passado, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo o INE, entre os principais países de destino em 2015, evidencia-se que os países Extra-UE foram os que mais contribuíram para a redução global das exportações verificada em julho de 2016.

As exportações diminuíram 39,9% para Angola, 22,6% para os Estados Unidos e 29,6% para a China, enquanto nas importações, Espanha foi o país que mais contribuiu para a redução global das importações, tendo atingido uma variação homóloga de -5,7%.

De salientar ainda as quedas nas importações de Angola (-54,7%) e dos Estados Unidos (-23,4%), face ao mesmo mês de 2015.

O défice da balança comercial de bens diminuiu 174 milhões de euros para os 557 milhões de euros em julho, face ao mesmo mês de 2015, enquanto o défice da balança comercial, excluindo os combustíveis e lubrificantes, reduziu-se em 13 milhões de euros, situando-se nos 353 milhões de euros.

Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.