sicnot

Perfil

Economia

Vários países da UE analisam se vão reclamar dos lucros da Apple

Vários países europeus, incluindo Áustria e Espanha, indicaram este sábado que ponderam pedir à Apple para repor parte dos impostos que a empresa lhes deveria por ter desviado lucros para a Irlanda, onde tinha vantagens fiscais.

No passado dia 31 de agosto, a Comissão Europeia anunciou que a Irlanda concedeu benefícios fiscais ilegais à Apple, ordenando a Dublin que recupere 13 mil milhões de euros junto da empresa tecnológica norte-americana por impostos não cobrados entre 2003 e 2014.

A Apple contestou a decisão e o Governo de Dublin disse que iria recorrer da mesma, receando perder investimentos.

A Comissão Europeia também precisou que a Irlanda não era o único país afetado e que se algum outro país se sentisse lesado por ver durante anos o produto das vendas feitas no seu território partir para a Irlanda para escapar aos impostos, poderia igualmente reclamar a sua parte, reduzindo o montante devido a Dublin.

Questionado sobre o assunto, após uma reunião informal de ministros das Finanças da União Europeia (UE) em Bratislava, o ministro da Economia de Espanha, Luis de Guindos, afirmou: "Vamos analisar".

"Queremos saber qual é o montante. Como estamos a fazer um esforço grande para reduzir o défice, é essencial que essas receitas não fiquem perdidas", adiantou.

Por sua vez, o ministro das Finanças austríaco, Hans Joerg Schelling, disse também que está a analisar a questão.

"Se a Comissão diz que é legal, podem ter a certeza que eu, como ministro das Finanças, vou reclamar", afirmou.

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, mostrou-se mais prudente sobre o assunto: "Os especialistas dizem-me que não sabemos o que é que a Comissão Europeia quis dizer".

Para o ministro alemão, o processo vai ser muito complicado no Tribunal de Justiça da União Europeia e vai prolongar-se por muito tempo.

Presente na reunião de Bratislava, o secretário-geral da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), Angel Gurria, apontou que os "detalhes técnicos" da decisão da Comissão Europeia ainda não são conhecidos.

Lusa

  • Dirigentes do GD Ribeirão acusados de auxílio à emigração ilegal
    1:34

    Desporto

    Oito dirigentes do Grupo Desportivo de Ribeirão, um clube de Vila Nova de Famalicão que fechou as portas em 2015, foram acusados pelo Ministério Público.Em causa, estão suspeitas de auxílio à emigração ilegal ou falsificação de documentos, relacionadas com transferências de jogadores estrangeiros em situação ilegal.

  • Capacetes Brancos agradecem Óscar para filme sobre a guerra na Síria
    1:34

    Óscares 2017

    O Óscar para melhor documentário curto foi atribuído a um filme sobre a guerra na Síria. "The White Helmets" retrata o trabalho dos Capacetes Brancos, uma equipa de voluntários que ajuda no salvamento e resgate de habitantes sírios atingidos pelo conflito no país. O Fundador dos Capacetes Brancos já veio fazer um agradecimento público pela atribuição deste galardão. Raed Saleh diz que é uma motivação para os voluntários que todos os dias arriscam a vida para salvar outras pessoas.

  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16