sicnot

Perfil

Economia

Fernando Pinto satisfeito com concorrência da TAP com companhias low cost

O presidente executivo da TAP disse esta segunda-feira, no Funchal, que a estratégia comercial de redução de tarifas para concorrer com companhias 'low cost', que entrou em vigor a 01 de setembro, está a correr "excecionalmente bem".

"Nós vendemos no primeiro dia 6.000 passagens só nas tarifas 'low cost'", disse Fernando Pinto durante a cerimónia de assinatura de um protocolo com o Governo Regional da Madeira, no qual a TAP se compromete a aumentar os voos entre o continente e a região em 22% no período de inverno, o que significa passar de seis para sete diários.

O líder da companhia aérea portuguesa disse que a tarifa mais baixa de todas é a "campeã de direta de vendas", realçando que as passagens de baixo custo também são válidas para a Madeira.

Com uma redução média de 34% no nível tarifário mais baixo - Discount -, a TAP oferece desde o início do mês preços a partir de 32 euros por percurso, já com taxas incluídas, para destinos na Europa e no Norte de África (Argélia e Marrocos).

Os clientes passam a dispor de quatro opções para viajar em classe económica e duas em executiva às quais correspondem seis tarifas com serviços e ofertas diferentes.

Na sequência do protocolo com o Governo Regional, a TAP compromete-se a desenvolver ações de promoção nos principais mercados turísticos, nomeadamente Portugal, Alemanha, Escandinávia, Itália, Suíça, Estados Unidos e Rússia.

"Acho que é uma obrigação o que estamos aqui fazendo", afirmou Fernando Pinto, sublinhando que a Madeira está a crescer cada vez mais como destino no Atlântico, num processo em que a TAP também colabora.

O secretário regional da Economia, Turismo e Cultura e presidente da Associação de Promoção da Madeira, Eduardo Jesus, salientou, por seu lado, que as iniciativas acordadas em protocolo vão "facilitar a promoção e reforçar os meios e recursos", ao mesmo tempo que "abrem um leque de intervenção que antes não era possível".

Além do acréscimo de 22% da oferta da TAP no inverno, Eduardo Jesus destacou a decisão da companhia em reforçar com 50 voos o período entre o final deste ano e o princípio de 2017, uma vez que fora detetado "algum constrangimento" nessa época.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.