sicnot

Perfil

Economia

Marcelo convoca Conselho de Estado

Tiago Petinga

O Presidente da República convocou para dia 29 , às 15:00, uma reunião do Conselho de Estado para debater os reflexos em Portugal da situação política, económica e financeira mundial.

O tema indicado na convocatória que seguiu para os conselheiros de Estado é "Situação política, económica e financeira internacional e seus reflexos em Portugal num quadro de curto, médio e longo prazo".

Marcelo Rebelo de Sousa imprimiu ritmo trimestral às reuniões do Conselho de Estado. Esta será a terceira reunião do seu órgão político de consulta desde que assumiu o cargo de Presidente da República, a 9 de março.

A primeira realizou-se a 7 de abril, tendo o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, como convidado, para falar da situação financeira e económica europeia.

A segunda aconteceu a 11 de julho, para debater "a situação política internacional e suas incidências em Portugal", na sequência do referendo que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia e das eleições legislativas em Espanha.

Com Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.