sicnot

Perfil

Economia

Brexit "não ameaça a existência da UE"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse hoje que a União Europeia (UE) não está em perigo com a decisão do Reino Unido de abandonar o bloco europeu.

"Respeitamos a decisão britânica, que lamentamos, mas esta não ameaça a existência da UE", disse Juncker, no discurso sobre o estado da UE, perante a sessão plenária, em Estrasburgo.

O líder do executivo europeu reiterou que quer negociar o 'Brexit' tão rapidamente quanto possível e sublinhou, mais uma vez, que se Londres quer continuar a participar no mercado comum terá que respeitar todas as regras de liberdade de circulação.

"Há fraturas, rachas e fragmentações que alimentam os fenómenos de populismo", disse Juncker, salientando que "o populismo não resolve os problemas, cria problemas".

O presidente da Comissão Europeia adiantou ainda que "a UE não pretende substituir-se aos estados nacionais, somos construtores e queremos, em diversos domínios uma Europa melhor".

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.