sicnot

Perfil

Economia

Esquerda acerta imposto sobre casas de luxo

Esquerda acerta imposto sobre casas de luxo

O Governo vai criar um novo imposto para as casas que valem mais. A taxa ainda está a ser estudada, PS e Bloco garantem que a classe média está protegida.

Os pormenores só devem ser revelados no Orçamento do Estado, mas é certo que quem tem as casas mais valiosas ou grandes investimentos em imóveis pode contar com um novo imposto no próximo ano.

Das negociações entre PS e Bloco, sai uma nova taxa sobre o património. Ainda não se comprometem com o valor e com quem terá de pagar mais, mas garantem que a maioria dos portugueses não vai ser afetada.

A taxa será calculada pelo valor patrimonial tributável da ou das casas, que por norma é mais baixo do que o valor de mercado. Mas ao contrário do imposto aplicado agora, no novo vai somar-se quanto valem todas as casas do contribuinte.

Imaginemos que será nos 500 mil euros:

- Se tiver uma casa ou um prédio, que valha 200 mil, fica isento do imposto.

- Se possuir uma casa melhor, com valor patrimonal tributável de 550 mil euros, vai pagar esta nova taxa, mas apenas pelos 50 mil euros que ficam acima do limite.

- É provável que pague o imposto se for dono de muitos imóveis. Se todos juntos, mesmo assim, não chegarem aos 500 mil euros, não terá de se preocupar.

- Mas se ultrapassarem esse valor, pagará em 2017 o novo imposto e terá também de pagar o IMI.

Quanto será o imposto? Ainda ninguém diz mas também ninguém esconde que contribuintes pretendem taxar.

Acaba a taxa aplicada até agora a quem tinha prédios de luxos, acima de 1 milhão de euros. Mas é criado um novo imposto, que ainda não tem nome. O Bloco espera que não se chame sobretaxa nem qualquer outro nome que lembre os impostos criados pelo anterior governo.

A SIC sabe que PS e BE esperam conseguir até 200 milhões de euros a mais em receitas.

  • Aluno abre fogo em escola brasileira, pelo menos dois mortos

    Mundo

    Um aluno de 14 anos disparou vários tiros esta sexta-feira numa escola particular, em Goiânia, no Brasil. De acordo com o Globo, dois estudantes morreram e outros quatro ficaram feridos com gravidade. O aluno do 8.º ano foi detido pelas autoridades.

  • Um morto e sete feridos em ataque com faca na Polónia

    Mundo

    Um homem atacou esta sexta-feira várias pessoas com uma faca, num centro comercial em Stalowa Wola, na Polónia. Segundo as autoridades, uma pessoa morreram e sete ficaram feridas. O atacante foi preso pela polícia, depois de ser detido por alguns cidadãos que estavam no centro comercial.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão