sicnot

Perfil

Economia

Assembleia-geral do BPI aprova desblindagem dos estatutos

© Rafael Marchante / Reuters

Está aberto o caminho à Oferta Pública de Aquisição lançada pelo Caixabank.

Os acionistas do BPI aprovaram hoje a proposta de desblindagem dos estatutos do banco, pondo fim à limitação dos direitos de voto, o que condicionava o sucesso da OPA lançada pelo maior acionista, o CaixaBank.

A informação foi avançada aos jornalistas por alguns acionistas do BPI à saída da assembleia-geral, que começou cerca das 10:30 na Fundação de Serralves, no Porto, e terminou menos de uma hora depois.

O Caixabank já é dono de 45% do BPI.

Isabel dos Santos, que detém cerca de 20% do banco através da Santoro, estava a bloquear o negócio, mas na reunião de acionistas desta manhã terá decidido abster-se na votação. Poderá ter sido determinante a proposta da administração do BPI, que ontem revelou que propôs vender 2% do Banco de Fomento de Angola à Unitel, de Isabel dos Santos, que fica assim com o controlo da instituição angolana.

Com Lusa

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.