sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas regressa a proposta de roaming sem limites

A Comissão Europeia voltou hoje à proposta de uma utilização de roaming sem limites no espaço da União Europeia (UE), mantendo salvaguardas para as operadoras.

"Não iremos impor quaisquer limites na duração ou no número de dias que podem usados [pelos viajantes] sem taxas de roaming, mas decidimos impor salvaguardas claras no que respeita à residência", disse o comissário europeu para o Mercado Único Digital, Andrus Ansip.

Sublinhando que "o roaming é para os viajantes", Bruxelas quer, numa proposta formal a apresentar em dezembro, prever "salvaguardas contra abusos baseados na residência ou ligações permanentes a um país da UE".

Assim, as operadoras poderão - entre outras medidas - comparar o tráfego doméstico ao de roaming ou a subscrição e uso sequencial de múltiplos cartões SIM pelo mesmo cliente em roaming.

A primeira proposta apresentada pela 'Comissão Juncker' no passado dia 06 previa um limite de 90 dias por ano ao uso do roaming sem taxas adicionais.

Hoje, na reunião do colégio de comissários, foi discutida um projeto de proposta que permita aos viajantes de um Estado-membro usarem o seu cartão SIM noutro país do bloco europeu nas mesmas condições em que o fariam em casa.

Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.