sicnot

Perfil

Economia

Fed mantém taxas de juro e revê em baixa previsão de crescimento

A Reserva Federal (Fed), banco central dos Estados Unidos, anunciou esta quarta-feira que decidiu deixar as suas taxas de juro inalteradas e reviu em baixa a previsão de crescimento para 2016 fixando-a em 1,8%.

Segundo um comunicado divulgado após uma reunião que começou na quarta-feira, a Fed indicou que, apesar de deixar as taxas de juro inalteradas (entre 0,25% e 0,50%), considera que os argumentos para uma subida "se reforçaram".

Três membros do comité de política monetária votaram contra esta decisão e defenderam que a subida devia ser já. A maioria dos membros prevê, no entanto, uma subida de 0,25 pontos percentuais até ao fim do ano.

Há três meses, as previsões do banco central norte-americano apontavam para um crescimento de 2% em 2016 e em 2017, mas para este ano a Fed passou agora a previsão para 1,8%, mantendo a de 2017.

O banco central norte-americano também se mostrou ligeiramente mais pessimista quanto ao emprego e previu que a taxa de desemprego nos Estados Unidos fique em 4,8% este ano, quando em junho previra 4,7%. Atualmente a taxa de desemprego nos Estados Unidos está em 4,9%.

A Fed continua a prever que o desemprego desça para 4,6% no próximo ano.

Lusa

  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05