sicnot

Perfil

Economia

Costa recusa "mitos" sobre queda do crescimento, exportações e investimento

MARIO CRUZ/LUSA

O primeiro-ministro procurou hoje desmontar três "mitos" que a oposição tem explorado, assegurando que, ao contrário do que é dito, o país está a crescer mais, a exportar mais e há mais investimento do que em 2015.

"É falso que não estejamos a crescer mais do que estávamos a crescer o ano passado, é falso que não estejamos a exportar mais do que exportávamos o ano passado, é falso que não haja mais investimento do que havia o ano passado e, sobretudo, é falso que não haja mais investimento estrangeiro do que aquele que havia no ano passado", disse o primeiro-ministro, durante o debate quinzenal no parlamento, em resposta à intervenção do líder do PSD, Pedro Passos Coelho.

Mostrando vários gráficos sobre exportações de bens e serviços, da variação em cadeia do investimento e da variação em cadeia da formação bruta de capital das sociedades não financeiras, que apresentam sempre valores mais altos em 2016 do que os registados em 2015, António Costa garantiu que "esta é a realidade e o resto são mitos".

Na réplica, Passos Coelho considerou não existir nenhum mérito em "negar a realidade" e lembrou dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Estatística ou pelo Banco de Portugal que reportam o contrário das informações fornecidas pelo primeiro-ministro.

O líder social-democrata fez ainda referência ao último relatório da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), questionado o primeiro-ministro sobre o que se está a passar com a Infraestruturas de Portugal, já que enquanto em 2015 tinham sido transferidos 156 milhões de euros de receitas relacionadas com a contribuição de serviço rodoviário, a verba transferida em 2016 foi de apenas 25 milhões.

"O que aconteceu à contribuição rodoviária, onde é que ela está? Porque é que não é transferida para a Instraestruturas de Portugal? Porque é que a receita não é disponibilizada?", questionou Passos Coelho, interrogando ainda António Costa sobre o efeito que isto poderá tem nas contas públicas.

No início da sua intervenção, Passos Coelho fez também uma análise do discurso inicial do primeiro-ministro, comparando-o ao que os treinadores fazem para motivar as equipas.

"Fez-nos, no regresso aos debates parlamentares, um exercício muito semelhante àqueles treinadores que pretendem motivar as suas equipas e, face dos resultados medíocres que vão obtendo, vão reforçando aquilo que já tinham dito, dizendo: ainda não foi desta vez, mas vai ser para a próxima, para a próxima vamos conseguir", ironizou, questionado António Costa sobre as reformas prometidas para fazer o país crescer.

Pois, vincou, tal como tem sido referido por várias instituições, "por este andar" será difícil alcançar os resultados propostos.

"Não há impossíveis e sabemos como o primeiro-ministro é amigo de impossíveis e de pôr vacas a voar, mas não é muito provável", gracejou.

"Acho que é meu dever motivar a minha equipa e a minha equipa são os portugueses, é Portugal e nós precisamos de motivação em Portugal, o país precisa de recuperar de 4 anos de desmotivação", replicou o primeiro-ministro.

Lusa

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.