sicnot

Perfil

Economia

INE divulga hoje défice até junho

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga hoje o valor do défice na primeira metade de 2016 em contas nacionais, sendo que a meta do Governo para o conjunto do ano é reduzi-lo para os 2,2% do PIB.

De acordo com o calendário da entidade estatística, o INE deverá enviar hoje para Bruxelas a segunda notificação do Procedimento dos Défices Excessivos (PDE), em que divulga o défice registado até junho.

No início de setembro, a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) calculou que o défice orçamental se tenha situado nos 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB), em contas nacionais (a ótica que conta para Bruxelas), uma "melhoria face ao período homólogo".

A estimativa dos técnicos independentes que apoiam o parlamento apontava para que o défice tivesse ficado num intervalo entre os 2,2% e os 3,2% do PIB até junho, sendo o valor central desta projeção os 2,7%.

Verificando-se a projeção da UTAO, isso significa que o défice até junho apresentou um "desvio desfavorável" face ao objetivo assumido no Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), calculando a UTAO que este desvio é de "cerca de 0,3 pontos percentuais do PIB por comparação com o objetivo para o défice ajustado de medidas 'one-off' (2,4% do PIB)" e de cerca de "0,5 pontos percentuais do PIB considerando o objetivo para o défice não ajustado (2,2% do PIB)".

No mesmo sentido, a UTAO destacou que, confirmando-se um défice de 2,7% na primeira metade do ano, este valor está "acima do limite de 2,5% do PIB recomendado" por Bruxelas aquando da decisão de cancelamento da multa no âmbito do Procedimento dos Défices Excessivos, em agosto.

Entretanto, o primeiro-ministro, António Costa, afirmou na quinta-feira, no parlamento, que o défice deste ano "ficará claramente abaixo dos 3% do PIB" e que o Governo "com conforto" espera que o défice seja "inferior a 2,5%" do PIB em 2016.

Lusa

  • FMI exige mais austeridade a Portugal

    Economia

    O Fundo Monetário Internacional (FMI) insiste que são precisas "mais medidas adicionais" para que Portugal cumpra a meta do défice com que se comprometeu para este ano, de 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB). Recomenda que o Governo aplique medidas de austeridade de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), cerca de 900 milhões de euros, no próximo ano, focando-se nos salários e pensões da função pública.

  • PM confiante que défice será inferior a 2,5%

    País

    O primeiro-ministro manifestou-se hoje confiante que o défice deste ano, "com conforto", será inferior a 2,5%, num discurso em que afirmou que o seu Governo, "depois do tempo das urgências", entrou agora na resposta aos bloqueios estruturais. Veja aqui em direto.

  • Moscovici avisa que próximos meses são decisivos para Portugal
    1:35

    Economia

    Pierre Moscovici avisa que os próximos meses vão ser decisivos para Portugal mas mostra-se confiante no trabalho das autoridades portuguesas. O comissário europeu para os assuntos económicos admitiu, esta quarta-feira, que Bruxelas possa levantar a suspensão dos fundos estruturais, caso o Governo cumpra a meta do défice.

  • Nem 2,7% nem sequer 3%
    0:33

    Economia

    Maria Luís Albuquerque não acredita que o Governo consiga alcançar a meta do défice prevista para este ano. Declarações da ex-ministra das Finanças ao Negócios da Semana da SIC Notícias​.

  • Conselho de Finanças Públicas aponta para défice de 2,6% em 2016
    1:18

    Economia

    O Conselho de Finanças Públicas (CFP) estima que o défice orçamental represente 2,6% do PIB em 2016 e 2,7% em 2017, caso o Governo não introduza novas medidas, projeções aquém das metas definidas para os dois anos. Teodora Cardoso alerta para os riscos que a economia portuguesa corre no cumprimento das metas do défice, do PIB e do crescimento económico.

  • Proteção Civil desmobiliza meios em Setúbal

    País

    A Proteção Civil vai começar a desmobilizar, hoje à tarde, meios de combate ao incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal e que já está em fase de rescaldo, disse à agência Lusa o vereador da Proteção Civil Municipal.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • Portugal condenado por decisão "discriminatória e preconceituosa"
    1:19

    País

    Portugal voltou a ser condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, desta vez por causa de uma decisão discriminatória e preconceituosa. Trata-se do caso da mulher a quem o Supremo Tribunal Administrativo baixou o valor de uma indemnização por negligência médica. Entre os vários argumentos usados, os juízes portugueses consideraram que a sexualidade é menos importante quando se tem 50 anos e dois filhos.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.