sicnot

Perfil

Economia

Mais de 10 mil casais desempregados inscritos nos centros de emprego

O número de casais em que ambos os cônjuges estão inscritos nos centros de emprego subiu 0,7% em agosto, quer em termos homólogos, quer face a julho, alcançando os 10.593.

De acordo com a informação disponível na página do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) na Internet, em agosto, do total de desempregados casados ou em união de facto, 21.186 (9,7%) têm também registo de que o seu cônjuge está igualmente inscrito como desempregado no serviço de emprego.

No final de agosto de 2016, de acordo com o instituto, estavam registados nos serviços de emprego do continente um total de 468.282 desempregados, dos quais 49% eram casados ou viviam em situação de união de facto, perfazendo um total de 217.739.

O desemprego registado nos serviços de emprego do continente diminuiu 7,1% face ao período homólogo e aumentou 0,3% em relação ao mês anterior.

Relativamente aos desempregados casados ou em situação de união de facto, a diminuição face a agosto de 2015 atingiu os 9,7% (menos 23.817 desempregados), enquanto a variação face a julho de 2016 foi quase nula (mais 34).

Em termos globais, o número de desempregados inscritos nos centros de emprego baixou 7% em agosto, comparativamente ao mesmo mês de 2015, para 498.763, abaixo dos 500.000 pela primeira vez desde agosto de 2008, subindo 0,2% face a julho.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo IEFP, o número de desempregados inscritos nos centros de emprego não era tão baixo desde agosto de 2008, mês em que se encontravam inscritas 389.444 pessoas.

Já em comparação com o mês de julho deste ano, o número total de desempregados registados em agosto avançou 0,2%, o que representa mais 1.100 pessoas.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.