sicnot

Perfil

Economia

Governo desmente reforma no sistema de pensões

M\303\201RIO CRUZ

O ministro do Trabalho e da Segurança Social desmente a Comissão Europeia e garante que o Governo não está a planear qualquer reforma nas pensões.

A resposta surge depois da notícia de que Bruxelas dava como certo que o Executivo português estaria a pensar redesenhar todo o sistema. Ao jornal Expresso, Vieira da Silva diz que o Governo vai fazer uma avaliação global, mas isso não significa uma reforma da Segurança Social.

Além de desmentir estes planos, o Governo diz também que não partilha da visão da Comissão Europeia: de que há um problema intergeracional no sistema de pensões.

  • Impostos para 2017 dominam debate quinzenal
    2:30

    Economia

    Os impostos a aplicar no próximo ano dominaram o debate quinzenal, esta quinta-feira, na Assembleia da República. O CDS insistiu em conhecer os impostos indiretos mas António Costa disse que o país teria de esperar até à apresentação do Orçamento do Estado. À Esquerda, Catarina Martins defendeu a taxa sobre o património que, diz, servirá para financiar o aumento das pensões baixas.

  • FMI exige mais austeridade a Portugal

    Economia

    O Fundo Monetário Internacional (FMI) insiste que são precisas "mais medidas adicionais" para que Portugal cumpra a meta do défice com que se comprometeu para este ano, de 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB). Recomenda que o Governo aplique medidas de austeridade de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), cerca de 900 milhões de euros, no próximo ano, focando-se nos salários e pensões da função pública.

  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Hospitais já registam picos de afluência apesar de casos de gripe serem ainda poucos
    2:13

    País

    A gripe ainda não chegou em força, mas nos últimos dias foram vários os hospitais com grande afluências de doentes, sobretudo idosos e com infeções respiratórias. Em alguns dias desta semana o número de doentes disparou para mais de 600, como disse à SIC o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.