sicnot

Perfil

Economia

Futuro da Renault Cacia assegurado com nova caixa de velocidades

Futuro da Renault Cacia assegurado com nova caixa de velocidades

A administração e os trabalhadores da Renault Cacia chegaram a acordo e a empresa vai manter-se em Aveiro durante, pelo menos, os próximos 15 anos. O investimento ultrapassa os 150 milhões de euros. Para Júlio Branquinho, da comissão de trabalhadores, este acordo assegura o futuro da fábrica de Aveiro com a produção de uma nova caixa de velocidades.

  • Renault investe 150 M€ na fábrica de Cacia

    Economia

    A Renault vai investir 150 milhões de euros na fábrica de Cacia. Os trabalhadores e a administração fecharam um novo acordo que vai garantir a continuidade da fábrica no concelho de Aveiro por 15 a 20 anos. Segundo a imprensa desta manhã, cerca de 150 trabalhadores a prazo vão ser integrados nos quadros.

  • Mergulhadores espanhóis e forenses envolvidos nas buscas no rio Minho
    0:35

    País

    A Polícia Marítima confirmou à SIC que já estão a ser efetuados os primeiros mergulhos à superfície com uma equipa de mergulhadores espanhóis, que foram os primeiros a chegar a local. Durante a tarde desde domingo deve chegar ao local a equipa de mergulhadores forenses de Lisboa para ajudaram nas operações de busca ao pescador que desapareceu ontem à noite de em Alvaredo, concelho de Melgaço, no distrito de Viana do Castelo.

  • Portugal vai começar a testar carros autónomos com Espanha
    1:57

    País

    Portugal vai começar a testar carros sem condutor. O acordo entre os governos português e espanhol foi recentemente assinado para criar corredores onde os veículos possam circular. Um dos objetivos deste novo conceito é diminuir a sinistralidade.

  • Portugal vai testar capacidade de resposta a ciberataque
    0:22

    País

    O exercício está marcado para os dias 09 e 10 de maio e é o primeiro a nível nacional a testar um ciberataque em Portugal. O teste é organizado pelo Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) para apurar "o "grau de preparação" das várias entidades públicas e privadas, mas já conclusões a ter em conta. Segundo o coordenador do CNCS, Pedro Veiga confirma-se tendência para os ataques serem cada vez mais sofisticados e é preciso alertar a população para o que publicam na internet e se pode colocar em risco a privacidade e a segurança.

  • As suspeitas que recaem sobre Ricardo Salgado e Manuel Pinho
    2:00