sicnot

Perfil

Economia

Caldeira Cabral quer articulação entre ministérios e com privados no turismo

(SIC/Arquivo)

O ministro da Economia afirmou hoje que no setor do turismo é preciso trabalhar de forma articulada entre ministérios, para que as instituições públicas possam dar uma resposta única a quem tem iniciativa e quer investir no setor.

Caldeira Cabral falava ao ser questionado sobre se defende a criação de uma espécie de 'balcão único' para resolver os problemas do turismo e depois do presidente da Confederação do Turismo Português (CTP) ter apelado ao primeiro-ministro para que chame a si a coordenação das políticas com implicação no turismo, acabando com a necessidade de recorrer ao "sem número de ministérios" para a resolução de problemas.

"Se tudo estivesse nas mãos do ministro da Economia ou da secretária de Estado do Turismo, estávamos bem, mas a realidade não é essa", afirmou Calheiros, na abertura da III Cimeira do Turismo Português, que hoje decorre no Museu do Oriente, em Lisboa, com o tema Turismo em Movimento.

Sobre estas afirmações, Caldeira Cabral respondeu durante uma intervenção no mesmo evento: "Mesmo que, seguindo a sugestão do presidente da CTP, a secretária de Estado [do Turismo] concentrasse a pasta das finanças e várias outras, mesmo assim ainda restavam as câmaras municipais e muitas outras [entidades]".

Por isso, acrescentou que o importante é haver articulação.

"Acho que temos de trabalhar de forma articulada e que esse trabalho seja cada mais assumido dentro do Governo e não atirado para cima de quem quer ter uma iniciativa e de quem quer ter um investimento, para que as instituições públicas possam dar uma resposta única", afirmou.

O ministro destacou várias medidas já tomadas na área do turismo nomeadamente com o Simplex+, mas reforçou que "é preciso trabalhar mais".

"O que estamos a fazer não é só para o turismo, é também para a área empresarial, para melhorar o atendimento às empresas e tentar resolver vários problemas", afirmou.

Caldeira Cabral quis sublinhar que o sucesso do turismo em Portugal teve a ver com a iniciativa das empresas "mas também com o casamento entre o que foi a iniciativa das empresas - na recuperação de hotéis em vilas históricas, na atração de atividade para zonas que antigamente estavam mortas - e as políticas públicas, quer dos governos quer das autarquias", concluiu.

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57