sicnot

Perfil

Economia

Air Berlim reduz frota e despede 1.200 trabalhadores

© Fabrizio Bensch / Reuters

A segunda maior operadora aérea alemã, a Air Berlim, anunciou na quarta-feira um significativo plano de reestruturação que vai reduzir a sua frota e provocar o despedimento de 1.200 pessoas.

Em comunicado, a empresa, que tem acumulado prejuízos, revelou que pretende "concentrar as suas operações principais, enquanto transportadora focada e consagrada a servir mercados de valor elevado, nas duas plataformas essenciais de Berlim e Dusseldorf".

A Air Berlin esclareceu que vai alugar até 40 aviões Airbus 320 à sua rival e maior transportadora aérea alemã, Lufthansa.

"Vão ser precisas menos pessoas. Até 1.200 empregos vão ficar redundantes", especificou a empresa, em comunicado.

A transportadora adiantou que vai ficar a operar uma frota de 75 aviões, a partir de Berlim e Dusseldorf, a partir de meados de 2017. Em junho, a frota era de 144 aparelhos.

Outra novidade é a autonomização do seu negócio turístico, passando-a para uma unidade de negócios independente, enquanto "avalia as opções estratégicas".

Em 2015, a empresa perdeu uma perda recorde de 447 milhões de euros.

A companhia deve a sua sobrevivência a injeções financeiras regulares da Etihad, uma das transportadoras do Golfo Pérsico, que têm tido um crescimento forte, que possui 29,1% do capital.

Lusa

  • Aviação russa matou mais de 11 mil pessoas na Síria

    Mundo

    Pelo menos 11.612 pessoas morreram na Síria em resultado dos bombardeamentos da aviação russa, aliada do Governo de Damasco, iniciados em 30 de setembro de 2015, de acordo com dados publicados hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

  • Mais de 500 casos de sarampo na Europa este ano, avisa OMS

    Mundo

    Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afetando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Portugal, a OMS reconheceu oficialmente a eliminação do vírus do sarampo no verão do ano passado.