sicnot

Perfil

Economia

Revendedores admitem subida dos combustíveis e pedem política racional

A Associação Nacional de Revendedores de Combustíveis (ANAREC) alertou esta quinta-feira para uma possível subida do preço das gasolinas, se a OPEP limitar a produção de petróleo, e pediu ao Governo uma política "racional e responsável" no setor.

"Para já, há sinais contraditórios por parte da Noruega, por exemplo, que também é produtor, e da Rússia, que não se sabe se irá avançar ou não. Apesar de tudo, é normal que, caso o acordo (OPEP) realmente aconteça, os preços subam", disse à Lusa o vice-presidente da ANAREC, Francisco Albuquerque.

Os Estados-membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) concordaram na quarta-feira, em Argel, em reduzirem a produção de crude em 2017, para 32,5 milhões de barris por dia.

"Apelamos ao Governo para se esforçar por seguir uma política racional e responsável num setor tão estratégico e fundamental para o nosso país como é o setor dos combustíveis", disse o vice-presidente da ANAREC, em declarações à Lusa.

Tendo em conta o anúncio da OPEP e face à previsível nova conjuntura, Francisco Albuquerque salientou que o mais preocupa os revendedores são exatamente as políticas do Governo português para o setor, considerando que "de forma alguma se deveria voltar a subir a taxa de ISP (imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos)".

O responsável defendeu que se deveria rever a medida de incorporação de biocombustíveis, "não aumentando a sua percentagem de incorporação", já que esse aumento vai contribuir para a subida do preço dos combustíveis em 2017.

Quanto à decisão da OPEP, Francisco Albuquerque indicou que nada está decidido quanto à produção, uma vez que para novembro está agendada uma nova reunião, havendo várias questões em cima da mesa.

Os países da OPEP fornecem cerca de 40% da oferta mundial de crude.

A decisão tomada quarta-feira significa uma diminuição de 750 mil barris/dia em relação ao mês de agosto, indicou a agência Bloomberg News, que citou um membro de uma delegação, que pediu o anonimato.

A decisão foi tomada em Argel, numa reunião informal da organização, para debater um eventual congelamento da produção e tentar fazer subir as cotações do petróleo.

O acordo deverá ser aprovado em Viena, a 30 de novembro deste ano.

Lusa

  • Cristas acusa Costa de mentir sobre acordo da concertação social
    3:01

    Economia

    A presidente do CDS acusou esta terça-feira o primeiro-ministro de mentir no debate quinzenal, ao dizer que o acordo da concertação social já estava assinado. Foi o momento mais aceso, com Assunção Cristas a dizer que António Costa não tem condições para chefiar o Governo.

  • Trump prestará juramento com a duas bíblias

    Mundo

    Donald Trump prestará juramento, na próxima sexta-feira, como o 45.º Presidente dos Estados Unidos, usando duas Bíblias - a sua, oferecida pela sua mãe, e a que Abraham Lincoln usou na sua posse, há 150 anos.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.

  • Esta foto pode salvar a sua vida

    Mundo

    Podemos até estar familiarizados com os sinais do cancro da mama, mas quando se trata de identificar sintomas visuais nos nossos próprios seios, já não é tão fácil. Por isto, uma designer resolveu mostrar como descobrir sinais através de uma ajuda improvável: limões.

    Rita Ferro Alvim