sicnot

Perfil

Economia

Dijsselbloem diz que o Deutsche Bank tem de sobreviver sozinho

O Presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, considera que o Deutsche Bank tem de sobreviver sozinho,ou seja, sem qualquer ajuda do Estado. Esta é a primeira declaração conhecida de um alto responsavel europeu desde que o gigante alemão entrou em crise. As ações do Deutsche Bank cairam esta sexta de manhã para o valor mais baixo de sempre.

A incerteza está a levar os investidores a desfazerem-se dos títulos do banco. Segundo a agência norte-americana Bloomberg há vários fundos internacionais e grandes clientes do Deutshe que estão a sair do banco.

O presidente da instituição já veio garantir que o banco está sólido, no entanto os títulos continuam a cair e a arrastar todas as praças europeias para o vermelho.

  • Deutsche Bank mais perto de alcançar acordo com autoridades americanas
    1:26

    Economia

    O Deutsche Bank poderá estar próximo de alcançar um acordo com as autoridade norte-americanas para reduzir a multa para menos de metade. A notícia da agência France Press, ainda não confirmada oficilamente, levou as ações a recuperarem fortemente depois de terem caído para o valor mais baixo de sempre. Os analistas dizem que a instabilidade irá continuar.

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN, liderado por Luis Ribeiro, deu início à leitura do acórdão pelas 10:30, com quatro arguidos ausentes do tribunal, entre os quais Oliveira Costa. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.