sicnot

Perfil

Economia

Espanha altera imposto de sociedades para cumprir défice de 4,6 %

O Conselho de Ministros espanhol aprovou esta sexta-feira alterações ao imposto sobre sociedades que permitem uma coleta antecipada de 8.000 milhões de euros ainda este ano para ajudar a cumprir o limite de 4,6% do PIB para o défice.

A reforma do imposto sobre o rendimento das sociedades, que para entrar em vigor precisa ainda de ter o parecer positivo do parlamento, consiste no incremento, com caráter permanente, dos pagamentos fracionados que as empresas adiantam por conta do imposto nos meses de abril, outubro e dezembro.

Em julho do ano seguinte é liquidada a diferença, com a apresentação da declaração de impostos.

A partir do mês que vem, todas as empresas que faturam mais de 10 milhões de euros terão de adiantar 23% do seu resultado contabilístico, enquanto as instituições financeiras e petrolíferas 25%.

O executivo espanhol em funções calcula que a medida afeta 9.000 empresas e permite coletar mais 6.000 milhões de euros já em 2016, com os pagamentos de outubro e dezembro.

O ministro espanhol da Fazenda, Cristóbal Montoro, explicou que a antecipação do imposto sobre as sociedades vai estar em vigor até ao momento em que o défice público seja inferior a 3,0% do PIB.

O responsável governamental insistiu que não se trata de uma subida das taxas do imposto, mas sim de assegurar o adiantamento da coleta e defendeu que "não vai prejudicar substancialmente a atividade económica".

Madrid comprometeu-se com a Comissão Europeia a baixar o défice público para 4,6% do PIB em 2016 e que em 2018 essa percentagem devia estar abaixo dos 3,0%.

Lusa

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46