sicnot

Perfil

Economia

Concursos de obras públicas sobem 24% até agosto mas contratos celebrados caem 10%

Os concursos de obras públicas promovidos até agosto aumentaram 24% para 1.030 milhões de euros, face ao mesmo período de 2015, mas os contratos celebrados recuaram 10% para 400 milhões de euros, divulgou esta segunda-feira a AICCOPN.

Segundo nota a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN) na edição de agosto do seu Barómetro das Obras Públicas, o valor dos contratos resultantes de concursos públicos celebrados nos primeiros oito meses do ano "é 2,6 vezes menor que o volume de concursos de empreitadas de obras públicas promovido desde o início do ano, ou seja, por cada 100 euros de concursos de obras públicas promovidos apenas se celebram contratos no valor de 39 euros".

Considerando apenas o mês de agosto foram publicados em Diário da República anúncios de abertura de concursos de empreitadas de obras públicas no valor de 165 milhões de euros, mais 29 milhões de euros do que o verificado em julho.

De acordo com a associação, os contratos celebrados em resultado de ajustes diretos somaram 313 milhões de euros nos primeiros oito meses do ano, o que representa uma variação positiva de 10% face ao período homólogo de 2015 e responde por "41% de toda a contratação de obras públicas celebrada e registada".

No seu conjunto, os contratos celebrados e reportados até final de agosto totalizam 759 milhões de euros, menos 5% do que no mesmo período do ano anterior.

Lusa

  • Os (maus) hábitos do português ao volante
    1:31

    País

    Os condutores portugueses estão a usar cada vez mais o carro e cada vez menos os transportes públicos. Um inquérito apresentado esta terça-feira pelo Automóvel Clube de Portugal (ACP) mostra que quase metade admite falar ao telemóvel enquanto conduz e cerca de um quinto já adormeceu ao volante enquanto conduzia.

  • Centeno promete avançar com reformas para a zona euro
    1:45

    Economia

    Mário Centeno liderou esta segunda-feira a primeira reunião do Eurogrupo. O ministro das Finanças português prometeu pôr mãos à obra para reformar a zona euro e, sem se comprometer com datas, deixou a porta entreaberta à entrada da Bulgária na zona euro.

  • "Shutdown" nos EUA chegou ao fim
    1:05