sicnot

Perfil

Economia

Ministro da Economia espera "bom senso" no debate sobre eventual suspensão de fundos

Lusa

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, disse hoje que espera "bom senso" e "o reconhecimento do esforço de Portugal" na reunião de hoje no Parlamento Europeu (PE) sobre a eventual suspensão dos fundos comunitários.

"Penso que o que vai imperar hoje na reunião com o Parlamento Europeu e nas próximas reuniões com as instituições europeias vai ser o bom senso, o reconhecimento de que Portugal fez um enorme esforço e continua empenhado em fazer para a consolidação das contas públicas", disse Caldeira Cabral, à margem da conferência sobre o Mercado Único Digital da União Europeia, iniciativa coorganizada pela Comissão Europeia e o Governo português, que decorreu hoje em Lisboa.

O ministro afirmou estar "otimista" e destacou que este ano Portugal vai estar "dentro dos compromissos europeus e dentro da meta que a própria Comissão Europeia estabeleceu".

Apesar do esforço português estar a "refletir-se este ano em muito bons resultados em termos da descida do défice orçamental", Caldeira Cabral afirmou que "os esforços de consolidação orçamental não terminam este ano, vão continuar, porque é esse o compromisso que o Governo tem e é esse trabalho" que está a fazer com a Comissão Europeia.

"Estou muito otimista sobre a evolução das contas públicas em Portugal e a nossa capacidade junto das instituições para reforçar a confiança em Portugal e que este processo passa pelo passado e, por isso, vamos em frente que é o que este país precisa", disse.

O PE discute hoje com a Comissão Europeia, à margem da sessão plenária e pela primeira vez, a possível suspensão de fundos estruturais a Portugal e Espanha à luz dos procedimentos por défice excessivo, no chamado 'diálogo estruturado', com caráter consultivo.

O executivo comunitário só depois deste 'diálogo estruturado' com o PE elaborará uma proposta, mas a decisão cabe ao Conselho de Ministros das Finanças da UE (Ecofin).

Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.