sicnot

Perfil

Economia

Média dos salários dos portugueses próxima dos valores mínimos

O salário médio dos professores portugueses está mais próximo do valor mínimo definido para os docentes do que do máximo, segundo o relatório da Eurydice, onde o caso português aparece isolado com apenas outros seis países.

Na Europa, os salários atuais dos docentes tendem a estar mais próximos dos valores máximos legais, revela o relatório sobre "Professores e diretores escolares - salários e rendimentos na Europa 2015/2016", após analisar a situação vivida em 29 países da Europa.

Portugal foge a esta realidade já que os salários médios atuais estão mais próximos do valor mínimo, em parte porque os professores portugueses estão entre os que demoram mais tempo a chegar ao topo da carreira: 34 anos.

Os rendimentos mais baixos registam-se apenas em outros seis países: Croácia, Chipre, Malta, Hungria, Suécia e entre os docentes franceses do ensino primário.

Outra das razões para os portugueses terem, em média, salários mais próximos do mínimo está relacionada com a ausência de subsídios.

Segundo a rede de informações Eurydice, que analisou 40 países, na maioria das regiões os professores recebem outros apoios financeiros além do ordenado base, tais como participar em atividades extracurriculares ou dar aulas a alunos com necessidades especiais educativas.

Em Portugal, ao contrário do que acontece na maioria da Europa, ser educador de infância, professor do ensino básico ou do secundário não tem qualquer influência no rendimento: o salário médio anual é entre 21.960 e 42.377 euros por ano.

No passado ano letivo, o vencimento mínimo anual de um professor era de 21.960 euros e o máximo de 42.377, independentemente do ano a que dava aulas.

Também entre os diretores portugueses os ordenados não variam consoante o nível de ensino das escolas onde têm responsabilidades, mas sim consoante do número de alunos que têm.

Numa escola com menos de 301 alunos, um diretor pode ganhar entre 24.362 e 44.753 euros por ano. Já numa escola com mais de 1500 alunos, o rendimento anual varia entre 31.142 e 51.287 euros.

No ano passado, houve um aumento nos salários em 24 regiões europeias, mas em 16 países os ordenados mantiveram-se iguais ao ano anterior. Em Portugal, os docentes viram também os seus rendimentos aumentar.

Quando se compara o ordenado dos docentes e a riqueza do país, os portugueses aparecem numa situação privilegiada em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) per capita.

Os docentes em início de carreira ganham 127% do PIB per capita, quando na maioria dos países o salário de um professor em início de carreira é mais baixo.

Portugal surge assim como um dos oito que foge a esta regra, juntamente com a Espanha, Bósnia Herzegovina, Montenegro, Republica da Macedónia e Turquia.

Já no caso dos docentes com salários mais altos, na maioria dos países o rendimento dos docentes é superior ao PIB per capita e, aqui, Portugal aparece em destaque como o terceiro com mais rendimentos: Bosnia Herzegovina (327%), Chipre (282%) e Portugal (245%).

O relatório recorda que atualmente se espera de um professor mais do que a simples missão de ensinar e que os responsáveis pelas políticas educativas tentam encontrar formas de ter os melhores docentes e diretores nas escolas.

O estudo conclui que os salários são uma boa forma de tornar a profissão atrativa, "juntamente com outros fatores como as condições de trabalho, as perspetivas de carreira, as oportunidades e reconhecimento do desenvolvimento profissional".

Por isso, defendem, "as politicas que afetam os rendimentos e as perspetivas de carreira dos trabalhadores do sector da educação devem fazer parte integrante das estratégias para melhorar a atratividade da profissão de ensinar".

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.