sicnot

Perfil

Economia

Parlamento Europeu quer ouvir Centeno sobre suspensão de fundos

FILIP SINGER

Parlamento Europeu decidiu hoje continuar o diálogo estruturado sobre a suspensão de fundos a Portugal e quer ouvir o ministro das Finanças, Mário Centeno, ainda este mês.

A decisão foi tomada, hoje, pela conferência dos presidentes do PE, depois de na segunda-feira, as comissões do Desenvolvimento Regional (RegiI) e dos Assuntos Económicos (Econ) terem recomendado a continuação do processo consultivo.

As comissões parlamentares diretamente envolvidas no diálogo estruturado - cuja primeira etapa foi uma audição pública, na segunda-feira, com os comissários europeus Corina Cretu (Política Regional) e Jyrki Katainen (Crescimento, Emprego e Investimento) -- querem ouvir os ministros das Finanças de Portugal e Espanha até final do mês.

Os eurodeputados poderão ainda pedir informações adicionais à Comissão Europeia.

A suspensão dos fundos está integrada no Procedimento por Défice Excessivo, no âmbito do qual foram canceladas as multas a Portugal e Espanha, mantendo-se o processo de congelamento parcial de fundos estruturais e de investimento, incontornável por ser automático.

Bruxelas avalia, no dia 15, os planos orçamentais e os relatórios - de Lisboa e Madrid - sobre o cumprimento das recomendações feitas pelos ministros das Finanças dos 28, a 08 de agosto.

A conferência dos presidentes do PE é composta pelo presidente da instituição, Martin Schulz, e pelos líderes dos grupos políticos.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38