sicnot

Perfil

Economia

BPI cede maioria do Banco de Fomento de Angola à Unitel

A Unitel vai passar a controlar a maioria do capital do Banco de Fomento Angola (BFA), depois de expressar o seu acordo com os termos propostos pelo BPI em meados de setembro, anunciou hoje a instituição bancária portuguesa.

Em comunicado colocado hoje no sítio na internet da Comissão do Mercado de valores Mobiliários, o BPI detalhou que aquele acordo vai traduzir-se na venda de 2% do capital social do BFA à Unitel, que passa a ter 51,9% e o BPI 48,1%.

Esta operação depende de algumas condições, designadamente o recebimento pelo BPI do preço acordado (28 milhões de euros), em Portugal.

Lusa

  • BPI com lucros de 105,9M€ no primeiro semestre

    Economia

    O Banco BPI registou um resultado líquido de 105,9 milhões de euros entre janeiro e junho, uma subida homóloga de 39,1% face ao lucro apurado em igual período do ano passado, revelou hoje a instituição. A atividade doméstica deu um contributo de 24,5 milhões de euros e a atividade internacional de 81,4 milhões de euros, dos quais 79,1 milhões de euros provenientes do Banco de Fomento Angola (BFA).

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.