sicnot

Perfil

Economia

Centeno espera arrecadar 100 milhões por ano com novo perdão fiscal

Centeno espera arrecadar 100 milhões por ano com novo perdão fiscal

A polémica sobre o novo regime para pagar dívidas ao fisco e à segurança social continua. A ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, diz que o perdão fiscal serve claramente para encaixar receita e reduzir o défice. Esta sexta-feira, Mário Centeno revelou que o plano do Governo vai render 100 milhões de euros por ano aos cofres públicos.

  • Costa garante que quem deve vai ter que pagar
    3:00

    Economia

    O primeiro-ministro garante que não vai haver qualquer perdão de dívidas ao fisco e à Segurança Social. António Costa diz que se trata apenas de um incentivo e assegura que "quem deve, vai ter de pagar". O PSD acusa o Governo de pôr em prática um programa que criticou quando foi aplicado pelo Executivo anterior e insiste que o único objetivo é encaixar receita para conseguir cumprir o défice.

  • Perdão fiscal não abrange os 100 milhões de euros que a Galp deve ao Estado
    2:30

    Economia

    O Ministério das Finanças garante que o perdão fiscal exclui os 100 milhões de euros que a Galp deve ao Estado. Este dinheiro faz parte de uma contribuição extraordinária que a empresa nunca pagou, mas que fica fora deste plano. O esclarecimento surgiu depois da polémica gerada pelas explicações do secretário de Estado Rocha Andrade no Parlamento. O PCP, BE e PEV queriam que os grandes grupos económicos fossem excluídos.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.