sicnot

Perfil

Economia

Setor leiteiro quer esclarecer consumidores sobre benefícios do leite

© Reuters

As associações que representam o setor leiteiro e a distribuição vão apresentar hoje ao ministro da Agricultura um projeto de compromisso de colaboração para o esclarecimento e divulgação dos benefícios da ingestão de leite e produtos lácteos.

"O leite tem sofrido um ataque fortíssimo no cerne daquilo que faz dele um alimento dito completo, ataque esse ampliado através de diferentes canais que não mais têm servido que para a desinformação, equívoco das famílias portuguesas e, na nossa opinião, comprometedor de uma correta dieta alimentar de futuras gerações", considera o presidente da Associação Interprofissional do Leite e Lacticínios (ALIP), José Capela.

Nesse sentido, e para esclarecer os cidadãos sobre os benefícios que advêm do consumo do leite e derivados, a ALIP, em conjunto com a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), apresentam esta manhã ao ministro Capoulas Santos um projeto de compromisso de colaboração para o esclarecimento e divulgação dos benefícios da sua ingestão.

"Em resultado das evidências e desta ser uma preocupação comum, pela primeira vez estes dois sectores unem esforços no sentido de ajudar os profissionais prescritores a repor a verdadeira informação sobre um dos alimentos mais simples e completo nutricionalmente", destaca José Capela.

Num comunicado conjunto, as duas associações destacam que "este compromisso visa de forma relevante, consistente e constante elevar as principais propriedades nutricionais do leite, alimento reconhecido pela generalidade dos profissionais competentes de saúde e alimentação, como relevante no contributo para uma alimentação equilibrada quando integrado num padrão alimentar saudável e diversificado".

Este projeto conta com o apoio da Direção Geral da Saúde e da Associação Portuguesa de Nutricionistas (APN).

Lusa

  • Marcelo promete entregar carta de menina com paralisia cerebral ao primeiro-ministro
    3:05

    País

    O Presidente da República está preocupado com os cuidadores dos cidadãos que precisam de cuidados paliativos. No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinalou este sábado, Marcelo Rebelo de Sousa visitou a Casa do Tejo, em Algés, onde três famílias de crianças com paralisia cerebral e outros problemas de saúde são recebidas em conjunto com os pais para que toda a famíla possa receber apoio de técnicos especializados. O Presidente recebeu uma carta de uma menina de 5 anos, com paralisia cerebral, e prometeu que a vai entregar ao primeiro-ministro, para que seja aberta uma porta legislativa mais larga para os problemas das pessoas deficientes.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02