sicnot

Perfil

Economia

Setor leiteiro quer esclarecer consumidores sobre benefícios do leite

© Reuters

As associações que representam o setor leiteiro e a distribuição vão apresentar hoje ao ministro da Agricultura um projeto de compromisso de colaboração para o esclarecimento e divulgação dos benefícios da ingestão de leite e produtos lácteos.

"O leite tem sofrido um ataque fortíssimo no cerne daquilo que faz dele um alimento dito completo, ataque esse ampliado através de diferentes canais que não mais têm servido que para a desinformação, equívoco das famílias portuguesas e, na nossa opinião, comprometedor de uma correta dieta alimentar de futuras gerações", considera o presidente da Associação Interprofissional do Leite e Lacticínios (ALIP), José Capela.

Nesse sentido, e para esclarecer os cidadãos sobre os benefícios que advêm do consumo do leite e derivados, a ALIP, em conjunto com a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), apresentam esta manhã ao ministro Capoulas Santos um projeto de compromisso de colaboração para o esclarecimento e divulgação dos benefícios da sua ingestão.

"Em resultado das evidências e desta ser uma preocupação comum, pela primeira vez estes dois sectores unem esforços no sentido de ajudar os profissionais prescritores a repor a verdadeira informação sobre um dos alimentos mais simples e completo nutricionalmente", destaca José Capela.

Num comunicado conjunto, as duas associações destacam que "este compromisso visa de forma relevante, consistente e constante elevar as principais propriedades nutricionais do leite, alimento reconhecido pela generalidade dos profissionais competentes de saúde e alimentação, como relevante no contributo para uma alimentação equilibrada quando integrado num padrão alimentar saudável e diversificado".

Este projeto conta com o apoio da Direção Geral da Saúde e da Associação Portuguesa de Nutricionistas (APN).

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras