sicnot

Perfil

Economia

Voos diretos entre a China e Portugal arrancam em junho com 3 a 4 frequências semanais

A ligação aérea direta da China a Portugal arranca em junho de 2017, com três a quatro frequências por semana, de acordo com protocolo assinado entre o Turismo de Portugal e o grupo HNA (Beijing Capital Airline).

Em comunicado, o Turismo de Portugal informa que a ligação prevê que os voos da China para Portugal tenham uma frequência de três a quatro vezes por semana, com início das operações previsto para junho de 2017.

A HNA, acionista da companhia aérea Azul, controlada pelo empresário David Neeleman - um dos donos da TAP -, obteve autorização para lançar uma rota para Portugal no início de junho deste ano.

O desenvolvimento da negociação da ligação direta China -- Portugal, é uma parceria entre três entidades portuguesas - o Turismo de Portugal, a ANA Aeroportos e a Associação Turismo de Lisboa (ATL), informa o organismo.

O Presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, considerou que "a assinatura do protocolo reforça o compromisso de ambos os países em avançar na cooperação para o crescimento dos fluxos turísticos da China para Portugal".

"Esta ligação direta é estratégica para o desenvolvimento do setor do Turismo em Portugal, uma vez que garante a competitividade aérea do destino, junto deste que é um dos principais mercados emissores mundial de turistas".

De acordo com o Turismo de Portugal, até julho de 2016, e face ao mesmo período de 2015, o número de turistas chineses que visitaram Portugal cresceu 21,6%, tendo passado de 87.045 em 2015 para quase 106.000 em 2016.

Lusa

  • AR começa hoje a votar OE e mais de 600 alterações dos partidos

    Orçamento do Estado 2018

    Entre os temas que deverão marcar os próximos dias de debate e das votações relativas à proposta orçamental de 2018, cuja votação final global será na segunda-feira, estão as medidas relacionadas com os incêndios, as alterações ao regime simplificado de IRS, as carreiras na função pública (e em especial a dos professores) e as cativações de despesa.

  • 10 Minutos com Alexandra Simeão: as mudanças em Angola
    10:37
  • "Estamos vivos"
    11:41
  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27