sicnot

Perfil

Economia

"Ainda bem que o azar aconteceu no nosso tempo"

"Ainda bem que o azar aconteceu no nosso tempo"

O ministro do Ambiente diz que desde 2011 se alertava para a falha de bilhetes no Metro de Lisboa. Ouvido esta manhã no Parlamento, João Matos Fernandes elogiou a capacidade de resposta dos funcionários da empresa e considerou que as consequências seria mais graves caso a situação tivesse ocorrido no anterior governo.

Frisando que "nunca faltaram bilhetes", o governante admitiu que os trabalhadores "já tinham alertado para esta situação" e que "desde 2011 era sabido que [os bilhetes] dependiam de um só fornecedor".

O ministro do Ambiente afirmou que o sistema de bilhética do Metro e da Carris estão a ser renovados porque os atuais "sistemas de leitura de bilhetes são diferentes" e que assim que terminar o período de testes essas empresas "podem passar a receber cartões vindos de outros fornecedores".

Com Lusa

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira