sicnot

Perfil

Economia

Produção autómovel continua a descer e setor critica lei portuguesa

O setor da construção automóvel registou em Portugal uma nova descida (-10,3%), pelo nono mês consecutivo, continuando "marcado por alguma instabilidade dos ritmos de produção", segundo um comunicado esta quarta-feira divulgado pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

A ACAP indicou que, em setembro, as várias unidades industriais da VW Autoeuropa, Peugeot Citroen, Mitsubishi Fuso Truck Europe e Toyota Caetano produziram no total 12.330 veículos, traduzindo uma queda de -16,3% relativamente ao período homólogo do ano anterior.

A propósito destas quedas na produção, a ACAP refere a "ausência de mecanismos" legais que "permitam uma maior flexibilização dos ritmos de trabalho".

"A produção automóvel é fortemente condicionada pela sazonalidade das encomendas, uma tendência que tem vindo a ser sentida pelas várias empresas a operar em território nacional, e que se veem em clara desvantagem competitiva em termos internacionais", lê-se no comunicado.

A associação argumenta ainda que o "défice de competitividade" no setor "afeta toda a economia", por ser responsável por 4,4% do Produto Interno Bruto (PIB), 6,5% do emprego da indústria transformadora e 12,5% das exportações nacionais.

No mês passado, a ACAP assinalou uma quebra na produção de automóveis ligeiros de passageiros (23,2%) e de veículos pesados (-7,8%), havendo uma subida na produção de veículos comerciais ligeiros (4,4%).

Do total dos veículos produzidos, 97,5% destinaram-se à exportação, embora com um decréscimo de 15,6% face a igual mês do ano anterior.

Relativamente aos valores acumulados, nos nove primeiros meses de 2016, foram produzidos em Portugal 109.489 veículos automóveis, o que reflete uma diminuição de -10,3% no período homólogo de 2015, com a seguinte distribuição por categorias e tipos: 75.197 automóveis ligeiros de passageiros (-17,8% que em igual período do ano anterior), 31.183 veículos comerciais ligeiros (11,6%) e 3.109 veículos pesados (+15,6%).

Até setembro, as exportações nacionais ascenderam a 104.131 veículos, ou seja, menos 11,4% numa comparação homóloga do ano anterior, tendo representado 95,1 por cento do total da produção nacional.

Portugal exportou sobretudo para a Alemanha (23,3%) e para Espanha (16,3%).

Por regiões de destino, a Europa absorveu 90,7% das exportações nacionais de veículos automóveis, seguindo-se a Ásia (6,9%), com a China a dominar neste continente (6,3%). O continente africano adquiriu 1,9% das exportações nacionais.

Lusa

  • Adeptos do Sporting gritaram "Joguem à bola"

    Desporto

    Depois da eliminação da Taça de Portugal, o autocarro do Sporting deixou o Estádio Municipal de Chaves em clima de grante tensão. Vários adeptos leoninos protestaram contra a equipa e pediram explicações.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.