sicnot

Perfil

Economia

Venda de bilhetes no Metro cresceu 88% no dia da manifestação dos taxistas

Venda de bilhetes no Metro cresceu 88% no dia da manifestação dos taxistas

No dia da manifestação dos taxistas em Lisboa, a venda de bilhetes do Metro cresceu 88%. Os dados foram avançados pelo ministro do Ambiente, ouvido esta manhã no Parlamento. João Matos Fernandes disse ainda que os alertas para a escassez de bilhetes já vinham sendo feitos desde 2011.

"A venda de bilhetes cresceu 88% nesse dia e demos resposta", disse o governante na comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas, onde está hoje a ser ouvido sobre os transportes públicos.

Na segunda-feira, os taxistas manifestaram-se em Lisboa contra a legalização das plataformas eletrónicas Uber e Cabify e, de acordo com o plano da marcha lenta divulgado pelos representantes do setor, eram expectáveis dificuldades na mobilidade na cidade.

O ministro respondia a questões colocadas pelo deputado do PCP Bruno Dias sobre o problema da falta de bilhetes Lisboa Viva nas máquinas de venda automática.

Afirmando que, em Lisboa, 70% dos utentes dos transportes públicos têm passe, 20% cartão recarregável e 10% é que adquire bilhetes novos, José Pedro Matos Fernandes disse que aquele problema afeta apenas 10% dos passageiros.

Pedindo desculpa pela situação, referiu que o problema é mais grave nas estações de "Santa Apolónia, Gare do Oriente e, particularmente, no Aeroporto", o ministro frisou que "foi nesses sítios que reforçaram a venda de bilhetes" nos postos de atendimento.

Frisando que "nunca faltaram bilhetes", o governante admitiu que os trabalhadores "já tinham alertado para esta situação" e que "desde 2011 era sabido que [os bilhetes] dependiam de um só fornecedor".

O ministro do Ambiente afirmou que o sistema de bilhética do Metro e da Carris estão a ser renovados porque os atuais "sistemas de leitura de bilhetes são diferentes" e que assim que terminar o período de testes essas empresas "podem passar a receber cartões vindos de outros fornecedores".

Com Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52