sicnot

Perfil

Economia

Pescadores esperam aumento da quota da sardinha em 2017

© Tyrone Siu / Reuters

A frota de cerco vai suspender a pesca da sardinha a partir de quarta-feira mas espera poder aumentar a quota para mais 3 a 4 mil toneladas a partir de 2017, atendendo à "boa" recuperação do recurso.

A expectativa é, "no mínimo", mais 3 a 4 mil toneladas de sardinha para os pescadores portugueses, embora para o setor "o ideal" fosse ir até às 20 mil toneladas, disse à Lusa o presidente da Associação das Organizações de Produtores da Pesca do Cerco (uma arte de pesca dirigida a espécies como a sardinha, o carapau ou a cavala), Humberto Jorge.

A quota de sardinha ibérica, gerida em conjunto por Portugal e Espanha, fixou-se este ano nas 17 mil toneladas, cabendo a Portugal cerca de dois terços do total, ou seja, aproximadamente 11.500 toneladas, um valor inferior às 13.500 toneladas atribuídas em 2015.

No entanto, o facto de a pesca ter começado mais tarde (em maio) e de o limite de capturas diárias ter sido reduzido permitiu prolongar as capturas até meados de outubro.

"A quota esfumou-se em pouco tempo", desabafou Humberto Jorge, sublinhando que "não houve um aumento" das possibilidades de captura em 2016.

Apesar de tudo, os pescadores não foram penalizados no rendimento, beneficiando da concentração da pesca num período mais curto e "na época em que a sardinha é mais valorizada", ou seja, nos meses de junho, julho e agosto.

Segundo adiantou o responsável da Anopcerco, a pesca dirigida à sardinha vai ser proibida às 00:00 de quarta-feira, sendo apenas permitidas capturas acessórias, que não podem ultrapassar 5% das capturas a bordo até um máximo de 150 quilos.

Humberto Jorge lamentou a escassez de apoios aos pescadores, salientando que, em alguns portos, onde a principal espécie é a sardinha, as embarcações "ficam imobilizadas muito tempo".

Após o esgotamento da quota, seguem-se períodos de defeso e de capturas condicionadas, pelo que "o mais previsível é só recomeçar a pesca da sardinha em maio de 2017".

Para o ano, "se tudo correr de acordo com os pareceres científicos que demonstram que o recurso está a recuperar", os pescadores de sardinha esperam ter boas novidades e conseguir um aumento da quota.

Fonte do ministério do Mar disse à Lusa que vão ser adotadas medidas de apoio socioeconómico, com financiamento do programa comunitário MAR2020, "contemplando uma paragem da frota de cerco nos meses de novembro e dezembro", mas não se pronunciou sobre a possibilidade de aumento da pesca da sardinha em 2017.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Pyongyang cria vídeo a simular ataque a navios dos EUA
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos da América pretendem reforçar as sanções à Coreia do Norte e investir nos esforços diplomáticos. Contudo, a tensão militar persiste. Pyongyang emitiu um vídeo em que simula um ataque a navios norte-americanos.

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.