sicnot

Perfil

Economia

Novo Banco corta mais de 25% das estruturas de topo para reduzir custos

O Novo Banco simplificou a estrutura da organização ao nível dos gestores de primeira linha, reduzindo dez estruturas centrais, o que corresponde a uma diminuição de 25,6% nas estruturas de topo do banco.

"O Novo Banco conclui a primeira fase dos trabalhos do Projeto de Transformação, simplificando a estrutura da organização ao nível dos gestores de primeira linha, tendo reduzido 10 estruturas centrais, e respetivos diretores coordenadores, passando das atuais 39 para 29, o que representa uma redução de 25,6% nas estruturas de topo do banco", informou em comunicado a instituição.

Segundo o Novo Banco, através desta reorganização, a entidade "passa a ser a instituição com a estrutura mais leve e eficiente do setor bancário nacional".

O banco liderado por António Ramalho especificou que "este trabalho de simplificação realizou-se em várias áreas do banco, designadamente, nas áreas de 'marketing', comerciais e recuperação de crédito".

Paralelamente, seguindo as melhores práticas de governação, o Novo Banco aprovou ainda a segregação entre a Gestão de Risco e o Controle de Risco, tendo sido criada a figura de 'Chief Risk Officer (CRO)', que ficará na dependência de membros não executivos do Conselho de Administração.

"Todas estas medidas estarão implementadas a 01 de janeiro de 2017", adiantou o Novo Banco.

E realçou: "O Novo Banco já tinha apresentado no final de setembro custos operacionais de 449,9 milhões de euros, evidenciando uma redução de 24,3% face ao período homólogo do ano anterior, ao mesmo tempo que apresentou um resultado marginalmente positivo, mesmo assim, o primeiro da sua história".

A entidade - que está em processo de venda - salientou ainda que "o esforço das equipas do Novo Banco coincidiu com um período de maior exigência na rede de retalho e de empresas, que aliás se refletiu em vários recordes de produção mensal obtidos no último mês de outubro".

Em 03 de agosto de 2014, o Banco de Portugal tomou o controlo do Banco Espírito Santo (BES), depois de a instituição ter apresentado prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades distintas.

No chamado 'banco mau' ('bad bank'), um veículo que mantém o nome BES, ficaram concentrados os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas.

No 'banco bom', o banco de transição designado de Novo Banco, ficaram os ativos e passivos considerados não problemáticos.

Em dezembro do ano passado foram prolongadas as garantias estatais ao Novo Banco e a data limite para a sua venda foi estendida, por acordo com a Comissão Europeia, até agosto de 2017.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.