sicnot

Perfil

Economia

Desemprego espanhol sobe em novembro mas desce em termos anuais

Face há um ano, a taxa de desemprego baixou em 22 Estados-membros e aumentou em 6, sendo um dos recuos mais importantes o de Espanha, de 24,9% para 22,7% (Reuters/ Arquivo)

© Andrea Comas / Reuters

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos espanhóis aumentou em novembro em 24.841 pessoas em relação ao mês anterior, o maior incremento nesse mês desde 2012, alcançando um total de 3.789.823 pessoas sem trabalho.

O Ministério do Emprego e da Segurança Social de Espanha sublinha que, apesar do aumento em novembro, em relação a um ano antes, o número de desempregados diminuiu em 359.475 pessoas.

De acordo com o relatório mensal publicado por essa entidade, sem tomar em consideração os empregos ligados a atividades sazonais, o desemprego mensal aumentou em 14.543 pessoas.

Por outro lado, o número de pessoas inscritas nos serviços de Segurança Social espanhóis desceu em 32.832 em novembro, alcançando as 17.780.524 pessoas.

Em relação a um ano antes, há um aumento de 557.437 pessoas inscritas, mais 3,24 %,o maior aumento anual num mês de novembro desde 2005.

Se se eliminar as variações sazonais, há mais 22.603 pessoas inscritas.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.