sicnot

Perfil

Economia

Governo espanhol e PSOE de acordo para subida de 8% do salário mínimo

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, no Parlamento.

© Andrea Comas / Reuters

O Governo espanhol e o PSOE chegaram a acordo para um aumento de 8% do salário mínimo em 2017, o que significa mais 52,4 euros por mês e uma remuneração que passa para os 707,6 euros.

A medida, noticiada hoje pela imprensa espanhola, deve ser aprovada no Conselho de Ministros que tem lugar esta manhã em Madrid.

A decisão faz parte das negociações sobre o teto de despesas do Orçamento Geral do Estado para 2017 que terá de cumprir o objetivo negociado com a Comissão Europeia para que a Espanha alcance um défice público de 3,1 % do PIB (produção anual).

Depois de conhecerem a proposta, os sindicatos espanhóis reconheceram que se trata de um "avanço", mas também se manifestaram descontentes, considerando-a "absolutamente insuficiente".

Os sindicatos criticam também o processo utilizado pelo Governo de situar as negociações do salário mínimo interprofissional (SMI) no âmbito político e parlamentar e de "ferir" o diálogo social.

O governo espanhol é apoiado pelo Partido Popular (direita), que foi o partido mais votado nas eleições de 26 de junho último, mas sem maioria absoluta, sendo o PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) a principal força política da oposição.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.