sicnot

Perfil

Economia

Banco espanhol Sabadell fecha 250 agências e reduz número de empregados em 2017

O Banco Sabadell anunciou que vai fechar 250 agências em 2017 e, consequentemente, reduzir o número de empregados, sublinhando que para este fim recorrerá sobretudo a recolocações e pré-reformas.

Fontes do Sabadell confirmaram à agência Efe a notícia avançada pelo diário Expansión, que adianta que este banco se junta à tendência do setor bancário, que este ano já fez um importante ajustamento na rede de agências.

O encerramento destas 250 agências, cerca de 11,8% do total, vai afetar entre 700 e 800 pessoas, mas o banco nega que vá recorrer a despedimentos para enfrentar o excesso de pessoal.

As fontes do Sabadell insistem que o excesso de pessoal vai ser resolvido em grande parte com reformas ou com a não substituição dos lugares vagos por pré-reformas.

Ao longo de 2016 o banco presidido por Josep Oliu fechou 92 agências e em 2017 está previsto o encerramento destas 250 de um total de 2.117 agências que compõem a rede do Sabadell.

Por enquanto, não está decidido como será repartido o encerramento de agências por comunidades, ainda que fontes do banco apontem para que a decisão seja tomada no início de 2017.

O banco justifica o encerramento de agências com a adaptação à transformação digital que afeta o setor bancário.

O Banco Sabadell recentemente deixou de ser acionista do BCP.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.