sicnot

Perfil

Economia

Governo italiano aprovou decreto para resgatar bancos

© Alessandro Bianchi / Reuters

O Governo italiano aprovou, na noite de quinta-feira, um decreto que destina 20 mil milhões de euros para apoio de instituições bancárias com problemas financeiros, como o Banca Monte dei Paschi di Siena (MPS).

Depois de um conselho de ministros extraordinário que começou às 22:35 (hora de Lisboa) de quinta-feira, o primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, confirmou, em conferência de imprensa, a aprovação do mencionado decreto, para o qual já tinha obtido a aprovação parlamentar na quarta-feira.

A reunião do governo decorreu da incapacidade de o banco conseguir os cinco mil milhões de euros necessários à sua recapitalização.

O terceiro estabelecimento financeiro italiano e o mais antigo do planeta está, desde há meses, no centro das inquietações com o sistema bancário italiano, devido em particular ao peso da sua carteira de crédito malparado, empréstimos que provavelmente nunca serão reembolsados.

Na quarta-feira, o parlamento aprovou um pedido do governo de aumento da dívida pública em 20 mil milhões de euros, para ajudar os bancos.

Os bancos italianos são fonte de preocupação, tanto devido à sua dispersão - existem cerca de 700 -, como à dimensão do crédito malparado, que está estimado em 360 mil milhões de euros, cerca de um terço do total da Zona Euro, ou ainda ao seu défice de capitalização.

Há anos que o banco MPS alimenta preocupações. Fragilizado pela aquisição desastrosa do banco Antonveneta, depois por um escândalo de corrupção, acumula perdas, que ascenderam a 14 mil milhões de euros, entre 2011 e 2015.

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.