sicnot

Perfil

Economia

Presidente promulga dois diplomas do parlamento e um do Governo

O Presidente da República promulgou hoje um diploma que isenta de IVA as terapêuticas não convencionais e outro que consagra um regime transitório de opção pela tributação conjunta em sede de IRS, ambos aprovados pelo parlamento.

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou também um diploma do Governo que altera a regulamentação da Lei da Organização do Sistema Judiciário e estabelece o regime aplicável à organização e funcionamento dos tribunais judiciais.

Estas promulgações foram divulgadas através de uma nota colocada na página da Presidência da República na Internet.

O diploma sobre as terapêuticas não convencionais aplica-lhes o mesmo regime de IVA das profissões paramédicas. Foi aprovado em votação final global com votos contra do PS, a abstenção do PCP e votos favoráveis de todas as outras bancadas, em 27 de outubro.

O regime transitório de opção pela tributação conjunta em sede de IRS respeita a declarações relativas a 2015 entregues fora dos prazos legalmente previstos e tem origem numa proposta do Governo, aprovada em Conselho de Ministros em 22 de setembro.

Na altura, o Governo referiu que, na sequência da reforma do IRS feita pelo anterior executivo PSD/CDS-PP, os contribuintes ficaram impedidos de optar pela tributação conjunta, quando entregassem a declaração de rendimentos fora de prazo.

O texto final deste diploma, apresentado pela Comissão de Orçamento e Finanças, foi aprovado por unanimidade no dia 26 de novembro.

O diploma do Governo que altera a regulamentação da Lei da Organização do Sistema Judiciário foi promulgado pelo Presidente da República dois dias depois da promulgação desta lei.

A Lei da Organização do Sistema Judiciário estabelece alterações ao mapa judiciário, com a reativação de 20 tribunais, que deverão estar aptos a funcionar em janeiro, e o alargamento da competência material das atuais secções de proximidade, de maneira a que ali também venham a ser efetuados julgamentos de proximidade.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.