sicnot

Perfil

Economia

Greve nos aeroportos decidida hoje após conversações com Governo

TIAGO PETINGA

A greve do "handling" (assistência em terra) e da segurança nos aeroportos, marcada para a próxima semana, será esta segunda-feira decidida em plenário de trabalhadores, numa altura em que serão apresentados os compromissos assumidos pelo Governo.

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) e o Governo estiveram reunidos na sexta-feira numa longa maratona negocial - que começou de manhã e se prolongou até ao final da tarde - relativa às reivindicações dos trabalhadores do "handling" e da segurança nos aeroportos.

De acordo com o coordenador do Sitava Fernando Henriques, foram assumidos pelo Governo, representado pelo secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d'Oliveira Martins, "um conjunto de compromissos" que serão apresentados aos trabalhadores no plenário de hoje.

Em cima da mesa estiveram as reivindicações dos trabalhadores das empresas de "handling" Groundforce e Portway, que contestam o licenciamento, alegando ser ilegal, da Groundlink e da Ryanair, mas também as pretensões dos trabalhadores das empresas de segurança, Prosegur e Securitas, em negociações para um novo Contrato Coletivo de Trabalho com a Associação de Empresas de Segurança.

Fernando Henriques recusou a possibilidade de tais compromissos levarem à desconvocação dos pré-avisos de greve para a semana entre o Natal e o Ano Novo, referindo que só esta segunda-feira será tomada uma decisão em plenário de trabalhadores.

A greve dos trabalhadores da Prosegur e da Securitas está convocada para 27, 28 e 29 de dezembro e a dos trabalhadores da Groundforce e da Portway para 28, 29 e 30 de dezembro.

A ANA - Aeroportos de Portugal informou que as greves deverão causar constrangimentos nos aeroportos e pediu aos passageiros para chegarem com antecedência e de preferência com bagagem de porão.

Já a Groundforce recomendou aos passageiros que transportem o mínimo de bagagem possível, de forma a minimizar os inconvenientes da greve.

Também as companhias aéreas manifestaram preocupação com o impacto que os protestos terão na semana entre o Natal e Ano Novo, um dos períodos de "pico" de procura na aviação comercial.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.