sicnot

Perfil

Economia

Alterar dias de férias "não está no programa do Governo"

Alterar dias de férias "não está no programa do Governo"

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, confirmou esta manhã que o aumento do número de dias de férias pedido pelos partidos da esquerda não está no programa do Governo.

"Não está no programa eleitoral nem está no programa do Governo. Essa é uma das áreas em que o instrumento apropriado é a negociação coletiva. A negociação coletiva já aumentou o número de dias de férias em alguns setores", afirmou o ministro do Trabalho, em resposta a uma questão colocada na conferência "Eco talks", a decorrer em Lisboa.

O Bloco de Esquerda e o PCP já indicaram que pretendem levar à discussão em janeiro, no parlamento, uma alteração do número de dias de férias por ano para 25 dias, nos setores público e privado, face aos atuais 22 dias.

A legislação prevê, no entanto, que o número de dias de férias por trabalhador pode subir para 25, nomeadamente, tendo por base o desempenho e a assiduidade.

Vieira da Silva salientou, a este propósito, que "o passo dado, associando o número de férias ao absentismo, não foi um passo feliz e são matérias que devem ser tratadas em sede de negociação coletiva".

Com Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.