sicnot

Perfil

Economia

Professores universitários trabalham sem remuneração

O Jornal de Notícias denunciou esta quarta-feira casos de professores universitários que trabalham sem receber salário. Este ano, na Universidade do Porto, foram contratados 40 professores sem remuneração e na Universidade Nova de Lisboa há "voluntários" a dar aulas.

A Universidade do Porto explica que os contratos sem remuneração se encontram regulados ao abrigo do artigo 28º do Regulamento de Celebração de contratos de Trabalho de Pessoal Docente, já a Nova garante que os professores não remunerados lecionam unidades curriculares criadas "sempre a pedido dos investigadores".

Ao JN, o Ministério da Ciência e Ensino Superior disse que foi aprovado um regime legal que combate a "precariedade do emprego científico" e que esta é uma das principais preocupações do Governo.

Em 2014 a Direção Geral do Ensino Superior confirmou 176 casos a nível nacional, mas o sindicato estima que esse número tenha aumentado em 35%.

  • Novo regime dos recibos verdes "acaba com as injustiças dos escalões"
    1:10
  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.