sicnot

Perfil

Economia

Desemprego atinge 12,1 milhões de pessoas no Brasil em novembro

Em relação ao trimestre anterior, de junho a agosto de 2015, 323 mil pessoas perderam os seus postos de trabalho, ou seja, um aumento de 3,7%.

© Paulo Whitaker / Reuters

O desemprego no Brasil atingiu 12,1 milhões de pessoas em novembro, 11,9 por cento da população ativa, segundo dados divulgados esta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O desemprego no período atingiu a taxa mais alta desde 2012, quando o instituto começou a publicar a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad).

O desempenho negativo do mercado de trabalho no Brasil é reflexo da forte crise económica pela qual o país passa, com cenário muito deteriorado do mercado laboral neste ano face ao mesmo período do ano passado.

No levantamento mostrou-se que houve um aumento de 33% no número de pessoas que procuram emprego e não encontraram, o que equivale a três milhões de pessoas. Em 2015, a taxa de desocupação estava em 09%.

O número de brasileiros com emprego formal no país foi estimado em 90,2 milhões, ficando estável em relação ao trimestre de junho a agosto de 2016 e recuando 2,1% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando haviam 92,2 milhões de pessoas empregadas.

Já o rendimento médio real habitualmente recebido pelas pelos trabalhadores brasileiros ficou estável em 2.032 reais (600 euros), valor próximo ao trimestre anterior quando estava em 2.027 reais (599 euros) e ao mesmo período do ano passado de 2.041 reais (603 euros).

Lusa

  • Quem é Elon Musk?
    9:42
  • "Bashar Al-Assad continua a fazer tudo o que quer contra o seu próprio povo"
    0:48
  • A história da neta de um dos mais cruéis comandantes da II Guerra Mundial
    3:20