sicnot

Perfil

Economia

Setor automóvel com subidas em 2016, mas ainda longe das expectativas das associações

As associações espanholas de fabricantes, concessionários e vendedores de automóveis assinalaram esta segunda-feira as subidas nas vendas do setor, notando, porém, que não foram alcançados volumes de 2008, altura do início da crise internacional financeira.

Segundo os dados divulgados esta segunda-feira, em 2016 as vendas a particulares crescerem 6,7% (612.841 viaturas), a empresas 15,9% (327.974 unidades), enquanto nos alugueres foram entregues 206.192 unidades, numa subida de 16,8%.

As associações notaram que os dados do ano passado não alcançaram os números de 2008, ao "estar longe do mercado potencial, que se situaria, num curto prazo, em 1,3 milhões de euros", acrescentando serem "fundamentais" os programas fiscais e de abate para impulsionar o mercado e a renovação do parque automóvel.

"Se ainda se aproveitasse o bom contexto económico e a melhoria no emprego prevista para 2017, o mercado poderia estar acima dos 1,2 milhões", acrescentaram as associações espanholas, que alertaram ainda que a idade média do parque automóvel, em 2016, rondou os 12 anos e que a tendência será crescente até, pelo menos, 2020.

Nas vendas por marcas, a líder foi a Renault (90.503), enquanto o modelo favorito foi o Citroën C4 (34.615).

As viaturas a gasóleo foram as campeãs de venda em Espanha, representando 56,8% dos veículos matriculados, enquanto os híbridos e elétricos rondaram os 3%.

Por segmentos, a gama mais baixa foi a mais procurada (314.709), seguindo-se a média-baixa (298.706) e os todo-o-terreno mais pequenos (123.685), enquanto no mapa de vendas Madrid liderou a lista, seguindo-se a Catalunha e Andaluzia.

No último mês do ano foram entregues 96.886 veículos, numa subida de 9,3% na comparação com dezembro de 2015.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.