sicnot

Perfil

Economia

DBRS não deverá baixar rating de Portugal por causa da recente subida dos juros

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

A agência DBRS não acredita que o nível atual dos juros da dívida portuguesa possa levar a um corte do rating aplicado ao Estado português.

Numa resposta por email, em exclusivo para a SIC, a agência de rating canadiana realça que é preciso ter em conta outros indicadores num horizonte a longo prazo. Deste modo, não serão os juros acima dos 4% que poderão levar a um corte por parte da agência, a única que mantém Portugal acima do nível "Lixo".

A DBRS aponta a dívida pública ou o crescimento da economia como fatores essenciais. Ainda assim, a agência realça o impacto deste aumento de juros, nomeadamente em termos do setor bancário, apesar das mudanças positivas em 2016, assinaladas pela DBRS.

No email enviado à SIC, a agência canadiana sublinha ainda que os recentes dados da inflação na Alemanha podem levar o Banco Central Europeu - mais cedo do que se esperava - a subir a taxa de juro de referência e a optar políticas monetária mais duras.

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.