sicnot

Perfil

Economia

DBRS não deverá baixar rating de Portugal por causa da recente subida dos juros

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

A agência DBRS não acredita que o nível atual dos juros da dívida portuguesa possa levar a um corte do rating aplicado ao Estado português.

Numa resposta por email, em exclusivo para a SIC, a agência de rating canadiana realça que é preciso ter em conta outros indicadores num horizonte a longo prazo. Deste modo, não serão os juros acima dos 4% que poderão levar a um corte por parte da agência, a única que mantém Portugal acima do nível "Lixo".

A DBRS aponta a dívida pública ou o crescimento da economia como fatores essenciais. Ainda assim, a agência realça o impacto deste aumento de juros, nomeadamente em termos do setor bancário, apesar das mudanças positivas em 2016, assinaladas pela DBRS.

No email enviado à SIC, a agência canadiana sublinha ainda que os recentes dados da inflação na Alemanha podem levar o Banco Central Europeu - mais cedo do que se esperava - a subir a taxa de juro de referência e a optar políticas monetária mais duras.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.