sicnot

Perfil

Economia

Costa promete medidas para facilitar negócios entre indianos e portugueses

TIAGO PETINGA

O primeiro-ministro manifestou esta segunda-feira total disponibilidade para apoiar o aprofundamento de negócios entre as comunidades empresariais portuguesa e indiana, evidenciando medidas para incentivar e operacionalizar o investimento, designadamente por via da simplificação e desburocratização administrativa.

Palavras proferidas por António Costa na abertura de uma conferência económica, com empresários indianos e portugueses, intitulado "Índia e Portugal parceiros para o crescimento".

Na sua intervenção, o primeiro-ministro voltou a referir o caráter ainda incipiente das relações entre os dois países, salientando a seguir as potencialidades da experiência empresarial portuguesa em setores como o abastecimento de água, tratamento de resíduos, indústrias de Defesa, construção de infraestruturas, "start-ups", agricultura, indústria alimentar e energias renováveis.

Dirigindo-se aos investidores indianos, o líder do executivo português declarou: "Do Governo português, podem estar certos que vamos dar todo o apoio, quer às empresas portuguesas de exportação para a Índia, quer às empresas indianas interessadas em possuir presença em Portugal".

Após o presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Miguel Frasquilho, num discurso anterior, ter apresentado Portugal como um dos países onde o investimento é mais fácil e que tem em curso um "choque" ao nível de criação tecnológica, António Costa retomou essa ideia de Portugal ser um país de economia aberta.

"Portugal tem uma longa tradição de abertura ao investimento direto estrangeiro. O Governo português está empenhado em criar um melhor ambiente global para o investimento, colocando esta política no centro da sua estratégia. Portugal apresenta também uma localização estratégica única entre os principais mercados mundiais", declarou António Costa.

Perante uma plateia com dezenas de empresários indianos, o primeiro-ministro afirmou que o seu executivo está a adotar medidas como o "Simplex +" de desburocratização administrativa de forma "a acelerar a operacionalização de um sistema global de incentivos ao investimento".

"Os laços económicos e os negócios são sempre favorecidos pelos contactos pessoais diretos. Com esta visita e com este seminário, queremos estreitar os laços entre Portugal e a Índia. Espero que os negócios entre as duas comunidades empresariais possam tirar partido de uma relação cultural já histórica e do facto de Portugal e a Índia apresentarem caraterísticas de complementaridade no plano económico", acrescentou.

Antes de António Costa e pouco após a intervenção do presidente da AICEP, Miguel Frasquilho, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, também defendeu a ideia de que as relações históricas entre Portugal e a Índia devem ter uma tradição ao nível económico.

"Temos uma longa tradição de construção de pontes, num mundo que apresenta agora uma preocupante tendência para construir muro", declarou o titular da pasta da Economia, numa crítica aos sistemas protecionistas.

"Portugal pode ser uma plataforma para o investimento no vasto mercado dos países de língua portuguesa", referiu ainda Manuel Caldeira Cabral.

O dia de hoje de António Costa em Bangalore, o segundo que dedica à capital empresarial e tecnológica da Índia, começou com um pequeno-almoço que juntou cerca de duas dezenas de presidentes executivos de multinacionais indianas de setores como as indústrias farmacêutica, de investigação espacial, de serviços hospitalares ou de energias renováveis.

Nesse pequeno-almoço, segundo fonte do executivo nacional, empresários indianos já com investimentos em Portugal, caso de representantes do setor das componentes para automóveis com presença em Águeda, manifestaram-se globalmente "satisfeitos" com os resultados da sua experiência, dizendo mesmo ser "a melhor" em toda a Europa.

Na manhã de hoje, os jornais nacionais da Índia deram também um destaque invulgar à intervenção proferida pelo primeiro-ministro português no domingo, durante a sessão de abertura da convenção da diáspora indiana, onde António Costa expressou a sua vontade de aprofundamento da cooperação bilateral entre Portugal e a Índia.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.